segunda-feira, 27 de abril de 2015

VIAGRA- COMPOSIÇÃO E AÇÃO

OLÁ PESSOAL!!!
Esse comprimido azul tem sido a salvação de muitos homens portadores de doenças específicas.
Mas, e a composição ? Como ele age?
Vamos lá!
imagem: http://www.melancia.com.br






Cada comprimido revestido de Viagra contém citrato de sildenafil como composto ativo.Celulose micro cristalina, fosfato de cálcio hidrogenado (anidro), croscarmelose sódica, estearato de magnésio, hipromelose, dióxido de titânio, lactose1, triacetina, índigo carmim alumínio laca (E132).
 
CITRATO DE SILDENAFIL:
fórmula química


MECANISMO DE AÇÃO:
Para saber como o Viagra age, é necessário entender o processo de ereção do pênis.
Parte do processo fisiológico da ereção envolve o sistema nervoso parassimpático causando a liberação de óxido nítrico (NO) no corpo cavernoso do pênis. O NO se liga aos receptores da enzima guanilato ciclase o que resulta em níveis aumentados de guanosina monofosfato cíclico (GMPc), induzindo a musculatura lisa do corpo cavernoso ao relaxamento (causando vasodilatação), resultando num influxo maior de sangue, que é a causa da ereção.
O sildenafila é um potente inibidor seletivo da fosfodiesterase tipo 5 específica do GMPc (PDE5), que é responsável pela degradação do GMPc no corpo cavernoso do pênis. A estrutura molecular do sildenafila é semelhante à do GMPc e atua como um agente competitivo de ligação da PDE5 no corpo cavernoso, resultando em mais GMPc disponível e, graças à vasodilatação que o GMPc disponível gera, ereções melhores. Sem o estímulo sexual, e conseqüentemente deficiência da ativação do sistema NO/GMPc, o sildenafila não causa ereção. Outros medicamentos que funcionam através deste mesmo mecanismo incluem a tadalafila (Cialis®) e a vardenafila (Levitra®).
O sildenafila é metabolizada pelas enzimas hepáticas (do fígado) e excretada pelo fígado e rins. Se administrada em conjunto com uma refeição de alta taxa de gordura, pode haver um atraso na absorção do sildenafila e o efeito máximo pode ser ligeiramente reduzido, já que a concentração do plasma sanguíneo será diminuída.
EFEITOS ADVERSOS:
Uma análise sobre o número total de efeitos adversos em indivíduos tratados com as doses recomendadas (25 a 100 mg) mostra uma elevada incidência de efeitos secundários. Os efeitos laterais mais frequentemente detectados são dor de cabeça, rubor, dispepsia, congestão nasal e alterações da visão. A incidência de efeitos adversos aumenta com o aumento da dose e diminuiu à medida que aumentou a duração do tratamento. Com os dados disponíveis, o perfil de segurança do sildenafila é considerado aceitável. A taxa relativa ao risco/benefício do uso de sildenafila no tratamento da disfunção eréctil é favorável. A eficácia clínica do sildenafila foi bem estabelecida por provocar e manter uma ereção suficiente para um desempenho sexual satisfatório em indivíduos do sexo masculino de várias etiologias.
CUIDADOS:
A popularidade do Viagra entre os adultos jovens aumentou nos últimos anos. Às vezes ele é usado recreacionalmente. Alguns usuários misturam o Viagra com metilenodioximetanfetamina (MDMA, mais conhecido como ecstasy) numa tentativa de compensar os efeitos colaterais comuns de muitas anfetaminas de disfunção erétil, uma combinação conhecida como "sextasy". ( fonte: Wikipédia)
OUTROS COMPONENTES:
celulose microcristalina: utilizada para  formulação de capsulas e comprimidos via oral porque aumenta a compactabilidade da formulação.
fosfato de cálcio hidrogenado: para compressão direta do comprimido
croscamelose sódica: acelera o processo de desintegração do comprimido pela rápida penetração da água.
lactose:usada como diluente.
estereato de magnésio: melhora as propriedades do fluxo da mistura do pó.
hipromelose: usada no revestimento
 dióxido de titânio: dá opacidade ao comprimido
 triacetina: plastificante, usada no revestimento do comprimido
índigo carmim alumínio laca E132 - usado como revestimento e corante.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante