quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

BICARBONATO DE SÓDIO OU FERMENTO EM PÓ?

Voce já percebeu que algumas receitas ( principalmente quando vai chocolate) pede a utilização de bicarbonato de sódio e outras pedem o fermento em pó?
Qual a diferença? E a semelhança?
Bom, ambas substâncias fazem o bolo crescer.
A diferença está na composição: o bicarbonato de sódio é uma substancia química simples, formada por sódio, e carbonato ácido : NaHCO3
Já o fermento em pó é o bicarbonato acrescentado de fosfato monocálcio, sulfato de alumínio e sódio, fosfato de alumínio e sódio.
Tanto um como outro são usados na levedação: no meio da massa são formados milhões de minúsculas bolhas de gás CO2.
Essas bolhas são expandidas pelo calor do forno que cozinha a massa e deixa as belas bolhinhas presas, o que torna o bolo fofo, leve e saboroso.
Se voce abrir o forno no meio do processo, o ar frio entra no forno, o ar quente sai e o bolo ( que estava crescendo) murcha terrivelmente!!!!!!!

Papo químico: a ação do fermento é feita da seguinte forma: H2CO3 --> H2O + CO2 , ou seja todo carbonato e bicarbonato liberam gás quando em contato com qualqluer liquido ácido ( soro do leite, creme de leite, iogurte )

quando fizerem bolo, lembrem da química!!!!!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

ASSISTA A UMA AULA NA UNIVERSIDADE YALE

ESSA NOTÍCIA É BEM LEGAL:

Saiu na Veja dessa semana: " Cada universidade tem um site próprio, por meio do qual é possível assisitir a milhares de aulas das mais diferentes áreas do conhecimento. Os endereços mais acessados são:

UNIVERSIDADE YALE
http://open.yale.edu/courses

MIT _ Instituto de Tecnologia de Massachusetts
http://ocw.mit.edu

Universidade da Califórnia ( Berkeley)
http://webcat.berkeley.edu

Universidade Stanford
http://stanfordcw.org.

Instituto de Tecnologia de Paris "
http://graduateschool.paristech.org

As aulas são gratuitas, e tem cursos on line gratuitos também.
Vale a pena conferir!!!!!!

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

SAL COLORIDO?????

VOCE SABIA QUE EXISTEM VÁRIAS CORES DE SAIS DE COZINHA?

O cloreto de sódio, ou NaCl, obtido através da evaporação da água do mar,pode ter várias cores diferentes do branco que voce vê no seu saleiro!
São cinzentos e cinza- rosados na Coréia e na França.
São pretos na India
São vermelhos no Havaí.
E há as flores de sal,pequenas crostas que se formam somente na superfície das lagoas francesas, quando o sol e o vento estão em condições perfeitas.É colhido à mão, em quantidades muito limitadas, adoradas pelos "chefs" de cozinha!
E se adiciona iodo no sal para evitar o bócio, aquela doença em que a pessoa fica "papuda"!
E o sal não tem cheiro!

papo químico: cloretos de sódio e sulfatos de cálcio e magnésio ( também são sais!) não tem cheiro pois suas pressões de vapor são extremamente baixas...
Mas voce pode sentir um leve gosto de algas, em sais tipo "churrasco...."( porque tem restinhos de algas lá! )

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

SOPRAR O ESMALTE FAZ SECAR MAIS DEPRESSA?

PERGUNTA DE DOIDO , NÃO É?

Mas eu estava fazendo as unhas e percebi, que é automático, soprar as unhas esmaltadas...
E fiquei pensando? Será que seca mais depressa? E por quê?
Claro, fui pesquisar e descobri que realmente SECA MAIS DEPRESSA!
As moléculas do esmalte ( das substâncias voláteis que compõe o esmalte) se movimentam em diversas velocidades.Algumas estão em maior velocidade, que significa maior temperatura, e maior probabilidade de evaporar.(papo químico : evaporação é a passagem de líquido para gasoso e voláteis significa que vão evaporar!!!!!!)
Quando soprei o esmalte eu retirei as moléculas já evaporadas e que estavam na superfície da unha. Assim dei espaço para novas moléculas evaporarem. O processo se acelera,a evaporação aumenta e a unha seca mais rápido!
Mais atenção: soprar com muita força ou muito perto da unha faz aparecerem bolinhas que são pocinhas de moléculas evaporadas que ficam presas no esmalte úmido!!!!!!
Bom início de semana para todos !!!!!

domingo, 17 de fevereiro de 2008

E AFINAL ONDE COZINHA MAIS RÁPIDO?

BEM

Precisamos pensar....
Quanto voce está em um lugar de alta altitude, como uma montanha, a pressão atmosférica é menor, certo?
Então tem uma camada menor de ar fazendo pressão sobre o líquido que está no fogo.
As moléculas que compõe este líquido ( vamos pensar na água ) conseguem passar do estado líquido para o estado de vapor ( vaporização ) com mais facilidade... A temperatura da água pode chegar a 86°C nesses lugares altos, enquanto que , ao nível do mar, a temperatura para as moléculas se soltarem é de 100°C.
Se a temperatura da água é menor então, então, então....
A COMIDA DEMORA MAIS PARA COZINHAR !!!!!!!! O ARROZ FICA EMPAPADO, AS MASSAS FICAM BORRACHUDAS !!!!!!!!!
Veja que super: a água ferve a uma temperatura menor, vaporiza mais rápido, mas essa temperatura não é a melhor para o cozimento!!!!!!! Para cozinhar precisa de uma temperatura maior!!!!!! Afinal é o calor que cozinha!!!!!!!
Entenderam?????
Isso é química!!!!!!!
Love it!

CHOCOLATE COMO COMBUSTÍVEL?????

ESSA FOI ENVIADA PELA PRISCILA, E EU ACHEI MUITO INTERESSANTE !!!!!!!

Nem Willy Wonka, personagem do filme "A fantástica fábrica de chocolate", poderia imaginar que um dia o chocolate viraria combustível de carros utilitários esportivos.
O grupo inglês Ecotec criou uma maneira de transformar os resíduos e subprodutos do processo de fabricação dessa guloseima em bioetanol, depois foi só adicionar um pouco de óleo vegetal para criar o primeiro biodiesel à base de chocolate – tudo de maneira ecologicamente correta e muito sustentável.
E para testar esse novo chocodiesel, dois ingleses farão uma viagem de 7,2 mil quilômetros em uma Land Cruiser SUV, da Toyota. No dia 26 de novembro, eles sairão de Poole, na costa sul da Inglaterra, com destino ao Timbuktu (em Mali, na África). O plano é entregar um "presente" para uma ONG local – uma pequena unidade de produção de biocombustíveis. Essa mini-indústria irá produzir combustível usando fontes renováveis e sustentáveis.
No comando do BioTruck estarão os ingleses Andy Pag e John Grimshaw. E Andy explica: ""Isso é para mostrar que se pode ter biocombustíveis ambientalmente corretos e que não é preciso converter os motores a diesel normais para usá-lo".
Andy também acha importante mostrar para as pessoas que, por utilizar "restos" da produção de chocolates, o novo biodiesel não afeta a indústria de alimentos e, por isso, "nem todos os biocombustíveis são maus...", disse ele.
E para deixar essa viagem de 3 semanas ainda mais sustentável, a empresa de energia verde CarbonAided irá registrar e avaliar todo o gasto carbônico para ter certeza de que tudo saiu como planejado – sem sujar demais o planeta.
E por mais deliciosa que essa idéia pareça, infelizmente o carro não libera aquele agradável odor. "Não! Receio que o escapamento não cheire a chocolate", lamenta Pag, irônico.
FONTE: http://super.abril.uol.com.br/blogs/planeta/62393_imprimir.shtml


OUTRA NOTICIA DO MM ASSUNTO..MAIS DE SITE DIFERENTE
Os chocólatras podem atenuar qualquer culpa que eventualmente sintam graças a um novo processo que transforma os subprodutos da fabricação do chocolate em biocombustível —de modo que a guloseima se torna "ecologicamente correta". Um caminhão abastecido com esse biocombustível vai partir neste mês de Poole (costa sul da Inglaterra) para o Mali (África) numa missão humanitária. "O dejeto do chocolate costumava ser usado em aterros. Mas agora
podemos fazê-lo viajar como biocombustível", disse o organizador Andy Pag, que será um dos dois motoristas da viagem. A empresa Ecotec, do noroeste da Inglaterra, pegou o lixo do processo de fabricação do chocolate, transformou-o em bioetanol e o misturou com óleo vegetal para produzir biodiesel. Alguns biocombustíveis são criticados por usarem material que poderia ter finalidade alimentícia ou por incentivar o desmatamento — no espaço usado para grandes canaviais, por exemplo. "Isso é para mostrar que se pode ter biocombustíveis ambientalmente corretos e que não é preciso converter os motores a diesel normais para usá-lo", disse Pag à Reuters. O BioTruck parte em 26 de novembro e deve levar cerca de três semanas para percorrer os 7,2 mil quilômetros até Timbuktu, onde vai entregar uma pequena unidade de produção de biocombustíveis a uma ONG local. Mas que ninguém espere um aroma apetitoso quando o caminhão passar. "Não! Receio que o escapamento não cheire a chocolate,"

http://www.institutopostoecologico.com.br/noticias_detalhes2.php?id_noticia=5025

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante