sexta-feira, 11 de setembro de 2009

11 DE SETEMBRO NÃO DEVE SER ESQUECIDO, NUNCA!

QUANDO A INSANIDADE DE POUCOS É MAIOR QUE AS VIDAS DE MUITOS.

GALÁXIA BORBOLETA!

DÁ SÓ UMA OLHADA QUE LINDO!!!!!! E ISSO ESTÁ LÁ FORA, ONDE NOSSA VISÃO NÃO ALCANÇA!
O recentemente reparado e equipado telescópio espacial Hubble avistou uma galáxia em forma de borboleta e um feixe de poeira estelar com os elementos sendo transformados em novas galáxias, disse a NASA na quarta-feira.
A agência espacial liberou o primeiro lote de imagens do Hubble, reparado por astronautas em maio, e mostrou que o condenado telescópio foi novamente reinventado.
'O telescópio sofreu uma reconstrução total e agora é significativamente mais potente do que nunca, bem equipado patra durar até a próxima década', disse na conferência Ed Weiler, sócio-admistrador do Diretório de Ciência Espacial da NASA.
O recém instalado espectrógrafo de origem cósmica pegou dados detalhados de uma galáxia chamada Markarian 817 sendo puxada para um buraco negro, e uma estrela que explodiu numa nuvem gigante, e ambas estão jogando matéria para o espaço.
'Acreditamos que a maior parte do material do espaço é, na verdade, de filamentos soltos entre galáxia', segundo James Green, da Universidade do Colorado. Hubble está tornando esses pequenos feixes visíveis pela primeira vez.
Ele detectou oxigênio, nitrogênio e carbono. (olha a química aí!)'Os elementos da vida estão sendo produzidos pelas estrelas, mas também estão sendo distribuídos pelo cosmos', afirmou Green.
( agencia Reuters)

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ITRIO O VERMELHO DA TELEVISÃO!

vamos lá, pessoal! não é porque o mundo está caindo lá fora que a bela Chemie deixa de dar sua graça!
Comecei a falar da família 3 B, com o escandio.
Agora vamos para o Itrio, esse belo metal que voce vê na fotinho aí em cima!
Como é esse metal????????
O Ítrio é um elemento químico de símbolo Y, número atômico 39 (39 prótons e 39 elétrons), com massa atómica 89 g/mol. Na temperatura ambiente o ítrio encontra-se no estado sólido. É um metal da série metal de transição pertencente ao grupo 3 (3B) da Classificação Periódica dos Elementos. É comum em minérios terras raras e dois de seus componentes são usados para a obtenção da imagem vermelha em televisão a cores.
Este elemento não é encontrado livre na natureza. É encontrado em quase todos os minerais de terras raras e minerais de urânio. O ítrio é recuperado comercialmente de areias monaziticas, e da bastnasita; pode ser produzido a partir da redução do fluoreto de ítrio com cálcio. Este metal também pode ser obtido utilizando outras técnicas. É difícil separá-lo de outras terras raras, e quando extraído, apresenta-se como um pó cinza escuro.
As amostras das rochas lunares coletadas durante o programa Apollo continham um índice elevado de ítrio.

MAS O QUE SÃO TERRAS RARAS??????????
Os elementos que constituem o grupo das terras raras foram inicialmente isolados sob a forma de óxidos, recebendo então a designação de "terras", qe era a denominação genérica dada aos óxidos da maioria dos elementos metálicos. Por apresentarem propriedades muito similares, serem apenas conhecidos em minerais oriundos da Escandinávia e por serem de difícil separação, foram considerados "raros", daí resultando a denominação "terras raras", ainda hoje utilizada, apesar de alguns deles serem comparativamente abundantes na composição da crosta da Terra.
( fonte adaptada- Wikipédia)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

OLHA O TAMANHO DO OLHO DESSE FURACÃO!!!!!!! CREDO!veja como as nuvens vão se enrolando!!!!!!! Embaixo estão o mar e a vegetação!Imagina a velocidade dessa "coisa" ! 220 km/hora!
Olá, pessoas!!!!!!!

A época dos furacões, tufões e similares começou no Atlantico. Com isso muitos alertas deverão chegar, e voce já sabe, qualquer alteração em qualquer parte do mundo afeta a todos!
Mas fica a dúvida: o que é o quê? Como surgem?
Então, pesquisa!!!!!!!!!!!
( eu pesquisei, não é?)

Furacão, tornado, ciclone, tufão, tempestade tropical... todo mundo conhece o resultado destrutivo dessas catástrofes na natureza, mas ainda existe muita dúvida a respeito desses fenômenos. Afinal, o que são, quais as diferenças e como são formados esses fenômenos atmosféricos?
Os furacões são grandes massas de ar formadas na atmosfera, que giram em alta velocidade e produzem ventos extremamente fortes. São produzidos apenas quando há uma situação climática e geográfica específica, numa combinação de diversos aspectos que favorecem seu aparecimento.
Segundo o meteorologista Carlos Magno do Nascimento, os furacões só podem ser originados sobre o oceano e apenas quando as águas atingirem temperatura maior que 27°C. É preciso também existir baixa pressão atmosférica. Além disso, só se formam em regiões com latitude acima de 15 graus. É por isso que, embora o litoral do Brasil seja banhado por águas aquecidas, os furacões não passem por aqui. "Estamos posicionados muito perto da linha do Equador, ou seja, sobre uma latitude baixa", explica Carlos Magno. Já os EUA, um dos países que mais sofrem a ação desses fenômenos,têm uma condição geográfica e climática favorável ao surgimento desses fenômenos atmosféricos.
Somada a essa condição, quando existe uma mistura climática de ar quente e frio, o que por si só já ocasiona a diminuição da pressão atmosférica, é muito provável que haja surgimento de um furacão.
Nomes diferentes, fenômenos iguais
Mesmo se tratando dos mesmos fenômenos, os furacões recebem diferentes nomes. Tudo depende do lugar geográfico onde acontecem e da velocidade do vento existente. Confira:
Furacão
Recebe esse nome quando o fenômeno climático ocorre a nordeste e sul do Oceano Pacífico, regiões onde estão a América do Norte, Central e ilhas como Fiji, Nova Guiné e etc. Os furacões são classificados em cinco categorias, de acordo com a força dos ventos. Entre 100 e 150 km/h é chamado de furacão do tipo1. Quando variam de 150 a 200km/h, tipo 2 e assim por diante até o tipo 4, que vai de 250 e 300 km/h. Os que ocorrerem acima dessa velocidade são todos considerados do tipo 5. O furacão Isabel, que atingiu os EUA nos últimos dias começou na categoria 5 quando estava sobre o oceano e baixou para a categoria 2 quando atingiu a costa norte-americana. A diminuição dos ventos do furacão foi fruto do contato dele com águas mais frias do Oceano Pacífico.
Tufão
É o mesmo que furacão, mas recebe este nome quando acontece a noroeste do Oceano Pacífico, ou seja, nas regiões do Japão, China, Coréia, Filipinas
Ciclone
São as massas de ar que se formam e atingem a região a sudoeste do Oceano Índico
Tornado
Difere do ciclone por ter tamanho diferente. Enquanto os ciclones atingem uma área geográfica maior, chegando a destruir diversas cidades, os tornados atingem apenas uma cidade, mas com o mesmo grau de destruição
Tempestade Tropical
O tipo mais fraco de furacão. Sua velocidade máxima chega a 100 km/h. Há casos de tempestades tropicais no interior de São Paulo e no Rio Grande do Sul
(
texto adaptado de " O marista" )

Já sei que voce está perguntando : cadê a química do tufão?????????Ora, TUDO!

domingo, 6 de setembro de 2009

DROPS DE QUIMICA!

OI, pessoal! Não resisti e fui para o twitter:

http://twitter.com/xquimica

quem estiver a fim...a saga continua!!!!!!!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante