sexta-feira, 27 de abril de 2012

TINTURAS PARA O CABELO

ALÔ PESSOAL!
Dia de chuva e frio aqui em SP! Mas se voce gosta de se produzir, leia sobre as tintas de cabelo e depois decida se vale a pena tingir, "dar um tapa no visual" ou deixar como está, pois existe de tudo nesse universo feminino!
Temporária:Compostas por ácidos de alta massa molar que se depositam na superfície do cabelo, sem penetrar na fibra. Saem rapidamente com o uso de xampus.


Progressivas:Compostas por soluções aquosas de sais metálicos. A mais comum é uma solução aquosa de acetato de chumbo. Nesse processo, utilizado para escurecer os cabelos grisalhos, o chumbo combina-se com o enxofre que está presente nas proteínas do cabelo, formando o sulfeto de zinco, que apresenta cor preta.Como o sulfeto de chumbo é muito pouco solúvel em água, esse tipo de tintura permanece mais tempo do que as outras. O chumbo é um metal pesado e seu acúmulo no organismo pode causar anemia, dificuldade de aprendizado e atrofia muscular.

•Semipermanentes: pigmentos que permanecem nos fios por um período maior, penetrando parcialmente nas fibras do cabelos. Por causa da facilidade de penetrar nos fios, essas tinturas são aplicadas em quantidade reduzida, junto com peróxido de hidrogênio (H2O2), comercializado com o nome de água oxigenada. No interior da fibra , o pigmento sofre oxidação com o oxigênio do ar, em meio alcalino, produzindo a cor. Como a forma oxidada tem dificuldade de atravessar a fibra, permanece no seu interior por um período maior.

•Permanentes: formadas por moléculas pequenas com grande facilidade de penetrar na fibra do cabelo. No interior da fibra, ao sofrerem a oxidação com água oxigenada, ocorre a união dessas pequenas moléculas, dando origem a estruturas grandes, que permanecem no interior da fibra por um período de tempo muito mais prolongado.

Outra forma de mudar a cor dos cabelos, muito difundida, é o clareamento, que consiste numa reação de oxirredução. Nesse processo, utiliza-se peróxido de hidrogênio dissolvido em solução de amônia com pH maior do que 9 (meio básico). As grandes cadeias de melanina são degradas, originando moléculas de baixa massa molecular e que apresentam coloração menos intensa. Paralelamente, ocorre também a quebra de proteínas do cabelo, tornando-o mais fraco e quebradiço.
( fonte:http://solventeuniversal.wordpress.com)
Entre os metais , utlizados nos pigmentos podemos citar : chumbo, cádmio e arsênio.
Segundo resoluções do INMETRO:
A Resolução nº481/99 estabelece os limites de aceitabilidade de microorganismos nas tinturas capilares. São eles: microorganismos mesófilos totais aeróbios (não mais que 103UFC/g ou ml), Pseudomonas aeruginosa (ausência em 1g ou 1ml), Staphylococus aureus (ausência em 1g ou 1ml), Coliformes totais e fecais (ausência em 1g ou 1ml) e Clostrídios sulfito redutores (exclusivo para talos).


A título de exemplificação, cabe destacar que a presença, na tintura capilar do microorganismo Staphylococus aureus, pode causar cegueira. A contaminação, neste tipo de produto, normalmente advém do processo de produção de água, da inobservância de boas práticas de fabricação e da falta de cuidado no armazenamento.

5 A legislação vigente (Resolução 79, de 28/08/2000 - Anexo III) prevê a possibilidade de determinação do teor de outros metais pesados nas tinturas capilares que não os especificados na tabela deste relatório, determinando como teor máximo o limite de 100ppm.

A potencialidade corrosiva de uma tintura capilar pode significar, por exemplo, a destruição de tecido (pele). De acordo com estudos da Organisation for Economic Co-operation and Development - OECD , valores de pH inferiores a 2 e superiores a 11,5 são considerados corrosivos. As especificações de faixa de pH devem ser estipuladas pelo fabricante, entretanto, não podem ser inferiores a 2 e superiores a 11,5.

Cuidados para armazenar:

- mantenha os cosméticos sempre protegidos da luz, umidade e calor;
- mantenha os cosméticos fora do alcance das crianças, qualquer descuido pode ter conseqüências imprevisíveis;
- nunca armazene os cosméticos junto a alimentos, bebidas, medicamentos e saneantes.
 Cuidados no uso:
- não utilize cosméticos com prazo de validade vencido. Podem não fazer efeito desejado ou prejudicar sua saúde;
- siga sempre as instruções contidas no rótulo e observe as frases de precauções, como por exemplo: "Cuidado com a área dos olhos", "Mantenha fora do alcance das crianças", etc.;
- faça a prova de toque segundo as instruções de uso, você pode ser alérgico ao produto;
- cuidado com tinturas capilares e clareadores. A aplicação direta em sobrancelhas ou cílios pode causar irritação nos olhos e cegueira. Não se recomenda o uso deste produto em gestantes;
- caso haja contato de produtos com os olhos, lave imediatamente com água corrente e, assim como no caso de ingestão, procure socorro médico;
- não utilize alisantes, tinturas e ondulantes caso tenha feridas no couro cabeludo;
- não faça aplicações consecutivas de tinturas, alisantes e ondulantes em curto espaço de tempo pois, isso danifica e provoca queda de cabelo;
- quando sentir qualquer alteração durante a utilização do produto, interrompa o seu uso e lave imediatamente com água corrente o local de aplicação. Sentindo-se mal ou com irritação persistente, procure socorro médico;
- não deixe produtos como tintura, alisantes, ondulantes, clareadores, depilatórios e outros sobre a pele e couro cabeludo por tempo superior ao indicado nas instruções;
- cuidado com o uso de cosméticos em crianças. Utilize somente as linhas infantis, destinadas exclusivamente a elas.
Sistema semi permanente:
Outra solução ao grande paradoxo da tintura de cabelo envolve o uso de moléculas de tamanho intermediário. Um número relativamente pequeno de materiais apresenta tamanho molecular suficientemente pequeno para penetrar no cabelo, embora ainda sejam grandes para serem usadas como tinturas.( veja acima)

Sistema Permanente ou Oxidante:
São formados por substâncias intermediárias ou precursoras de cor e acopladores. As substâncias intermediárias funcionam como corantes apenas depois de oxidadas (H2O2), ligando-se aos acopladores e produzindo a cor desejada. O processo baseia-se portanto em reações de precursores - pigmentos, que ocorrem no interior da fibra capilar sob condições específicas , estas reações geralmente ocorrem em meio alcalino (amônia) pH 8 a 10. A amônia promove a tumefação e abertura das cutículas facilitando a absorção dos corantes e do peróxido de hidrogênio. Ajustando as proporções de oxidante (H2O2), precursores e acopladores, pode-se obter tonalidades mais claras ou escuras.( veja as moléculas menores abaixo)

fonte:http://www.freedom.inf.br
Agora que voce já sabe dos riscos e benefícios, lembre que as tinturas modernas não contém chumbo( mas leia o rótulo antes de comprar!) e possuem protéinas que amaciam e diminuem o risco dos cabelos ficarem quebradiços.
Outro cuidado é usar shampoos específicos para cabelos coloridos,pois ajudam a diminuir a perda da c or e do brilho.
XQUIMICA TOTALMENTE COLORIDA!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

ALIMENTOS CONSERVADOS

ALÔ PESSOAL!
Como estão?
Hoje falaremos sobre conservação de alimentos.
Já repararam que, alguns  alimentos se conservam melhor que outros?
É o caso do ketchup, mostarda,mel, manteiga.. e outros estragam rapidamente como frutas, verduras...
Na verdade, o que ocorre?
Em tudo o que comemos há uma quantidade quase infinita de combinações de milhares de diferentes proteínas, carboidratos, gorduras e minerais que constituem a nossa dieta de onívoros.
O alimento "ficar ruim" pode se referir à ação de bactérias,fungos e leveduras, calor, oxidação por exposição ao ar, enzimas dos próprios alimentos.
Uma coisa é inevitável: todo alimento acaba estragando, apodrecendo, se decompondo, esfarelando, ficando rançosos ou viscosos. As proteínas se tornam moles, pútridas, verdes, os carboidratos fermentam e ficam amargos e as gorduras rançam.
Na batalha contra a deterioração dos alimentos nós, os seres humanos, cozinhamos, defumamos, salgamos, congelamos, acidificamos, açucaramos os alimentos.
O congelamento conserva os alimentos porque os microorganismos não conseguem deteriorar o gelo e não se reproduzem nele. A refrigeração, retarda o desenvolvimento deles, tanto que, na temperatura convencional de uma geladeira doméstica, dez mil bactérias podem se tormar dez bilhões em poucos dias.
Então surgem os conservantes, que são produtos químicos adicionados aos alimentos para prolongar suas vidas- e as nossas também!
Esses conservantes se enquadram em quatro categorias:
Antimicrobianos- inibem o crescimento das bactérias, fungos e leveduras. Incluem o dióxido de enxofre -SO2-  e sulfitos usados em frutas, sucos , vinagres e vinhos.
Ácido ascórbico é usado em queijos; propianato de cálcio para impedir fungos no pão e sódio e benzoatos para impedir o crescimento de fungos em bebidas, conservas de frutas, queijos, picles e muito mais.
Antioxidantes- inibem a oxidação pelo ar, que faz as gorduras, especialmente as não saturadas, ficarem rançosas. Incluem sulfitos, BHA, BHT, TBHQ, ácido áscorbico e propilgalato, usados em batatas fritas, nozes, cereais e biscoitos.
Inibidores de enzimas- retardam a deterioração causada por reações desencadeadas por enzimas.
Sequestradores-também conhecidios como agentes de quelação eles engolem os átomos dos traços de metal como ferro e cobre que podem acelerar as reações de oxidação  e causar descoloração. O mais usado é EDTA, outros sequestradores são os polifosfatos  e o ácido cítrico.
Então, prontos para comer aquele salgadinho do fundo do armário????????
fonte: "O que Eistein disse a seu cozinheiro" de Robert Wolke
foto:prtalsaofrancisco.com.br

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante