quarta-feira, 12 de setembro de 2012

E.V.A É BORRACHA?

ALÔ PESSOAL!
Então, seguindo na linha " vestibular chegando" vamos falar sobre borracha.
Afinal, o que borracha?
Quimicamente é um polímero de isopreno: 

As borrachas são divididas em borrachas naturais e borrachas sintéticas.
A borracha natural é obtida a partir da casca da seringueira, na forma de um líquido branco e leitoso chamado látex, formado por uma suspensão de partículas de borracha em água. A borracha é um sólido macio e branco e fica mais macio quando quente. Ela é usada para apagar escritos a lápis e como crepe para solas de sapatos.
imagem:becocomsaida.blog.br
O líqüido, denso, semelhante à nata, endurece lentamente, ao ar. Industrialmente, é coagulado pelo acréscimo de soluções ácidas, em geral, ácido acético. A borracha assim obtida, borracha em bruto, deformável como gesso, deve sofrer uma série de preparos para adquirir os requisitos da elasticidade, dureza, resistência etc., que fazem dela um dos produtos de consumo mais necessários no mundo moderno
Ela é introduzida em máquinas especiais que funcionam mais ou menos como moedoras de carne, chamadas mastigadoras: elas servem para misturá-la e empastá-la, libertando-a do líquido e das impurezas. A este ponto deve-se dizer que os indígenas costumam defumá-la, quando em estado bruto, obtendo, assim, um produto bastante elástico e impermeável, mas grudento e, por isso, não prático para trabalhá-lo.
Na indústria moderna segue-se uma fase importante, a da mistura, isto é, à borracha são colocadas substâncias especiais, capazes de torná-la dura e elástica. Para tal fim, emprega-se enxofre ou seus compostos. Juntam-se, ainda, corantes e outras substâncias químicas, capazes de orientar a reação. A borracha, agora, está pronta para ser utilizada dos modos mais variados. É-lhe dada a forma definitiva, antes de submetê-la à vulcanização, cujo processo final a tornará realmente tal qual nós a conhecemos,
Tal processo consiste em submeter o material, ao qual forma acrescidas as substâncias mencionadas, a uma elevada temperatura (cerca de 160º), de maneira que, entre borracha bruta e enxofre, ocorram  reações, que dão as características químicas e físicas desejadas. Misturada a uma quantidade maior de enxofre e levada a uma temperatura ainda mais alta a borracha se transforma em ebanite.
As utilizações da borracha são infinitas, e vão das modestas borrachinhas para apagar escritos (um dos seus usos mais remotos), aos cabos elétricos, aos fios de tecido, aos tecidos impermeáveis, aos pneumáticos, às cintas.
O consumo e a procura de tal matéria-prima, como é fácil compreender, são tão grandes que as plantações do Brasil e da Ásia não mais bastam para satisfazer a indústria. Hoje, se produz borracha sintética em quantidades sempre crescentes.
( texto:www.portalsaofrancisco.com.br)
Borrachas sintéticas
Borracha de estireno (SBR)
Química preponderante: butadieno-estireno
Denominaçao: estireno
Características: Borracha econômica  com boas propriedades físicas e boa resistência à abrasão.
Características negativas: a resistência limitada ao envelhecimento (ozônio) e mau comportamento na presença de óleos, graxas, ácidos fortes e hidrocarbonetos.
Resistência limitada à temperatura, resistente à química : boa resistência à água do mar, ácidos e alcali a uma concentração média.

Cloropreno (CR)
Estrutura química predominante: cloro butadieno
Denominaçao : Neoprene
Características: boa resistência a óleos. Excelente resistência ao ozonio, água do mar e do envelhecimento.
Boa resistência a cortes, abrasão e combustão.
Característica negativa: A tendência para a eliminação de ácido clorídrico, resultando em corrosão em contato com qualquer metal. Mau comportamento na presença de ácidos oxidantes concentrados, ésteres, cetonas, clorados, hidrocarbonetos aromáticos e nitrogênio. Resistência Química: Produtos petrolíferos. Luz solar e agentes atmosféricos.Ozonio, Chama.

Etileno-propileno (EPM)
Química preponderante: etileno-propileno
Título: Dutral CO
Características: Excelente resistência ao calor, agentes atmosféricos e ao envelhecimento. Temperatura de fragilização baixa. Resistencia Química: Boa resistência a produtos químicos agressivos e a  oxicidaçao
Propileneopolimero terpolímero etileno (EPDM)
Predominante estrutura química: terpolímero etileno-propileno
Denominaçao: Dutral TER, EPDM.
Características: Excelente resistência ao calor, desgaste e envelhecimento. Fragilização baixa a temperatura.
Características negativas: o mau comportamento no contato com óleos minerais, solventes e hidrocarbonetos.
Resistência química: boa resistência a produtos químicos agressivos e  oxicidaçao.
Excelente resistência ao vapor.

Borracha Nitrílica  ou Anti-óleos (NBR) 
Química preponderante: copolímero de acrilonitrila butadieno
Denominaçao: óleo de nitrilo ou anti-óleo.
Características: Excelente resistência a óleos, calor e envelhecimento.
Boas propriedades mecânicas. Baixa deformação permanente e baixa permeabilidade do gás.
Características negativas: Limitada resistência ao ozonio, acetona, aldeído e éster com o cloro. Baixa propriedades dielétricasbaixa resistência .
Resistencia Química: óleos minerais, hidrocarbonetos, água, vapor, gás e óleo vegetal.

Silicone (VMQ)
Química preponderante: Polidimetilsiloxano
Denominaçao: Silicone
Características: Perfeito comportamento em altas e baixas temperaturas.
Excelente resistência ao intemperismo e ao ozonio.
Deformação excelente comportamento residual após a compressão.
Características negativas: Moderada propriedades mecânicas. Mau comportamento no contato com óleos, gasolina e combustíveis em geral.
Resistência Química: solventes clorados, UV, ozônio, oxigênio, frio e calor, fluidos, apoiando oxidantes

Viton (FKM)
Química preponderante: Hexafluoropropileno
Denominaçao: Viton
Características: Excelente resistência ao ataque químico e perfeito para lubrificantes e calor. Bom comportamento em compressão-set e elasticidade.
Excelente resistência a produtos químicos.
Características negativas: Baixa resistência química a álcali e cetonas.
Resistência Química: Luz solar e chamas. Altas Temperaturas.  Hidrocarbonetos Aromáticos e alifáticos. Produtos Químicos agressivos e solventes clorados.

A borracha de uretano (PU)
Química preponderante: Poliuretano
Denominaçao: Vulkollan
Características: Muito alta resistência à abrasão, à tração, flexão, a óleo.
Características  negativa: baixa resistência à água, álcalis e acidos.
Resistencia Química: Produtos petrolíferos.
E o EVA?
A borracha EVA é uma mistura de alta tecnologia de Etil, Vinil e Acetato, portanto uma borracha sintética.
E agora, pessoas, e a tão usada camisinha? Do que é feita? borracha natural ou sintética?
Senhores, façam suas apostas ! próximo post: preservativos!
 imagem:floresdasu.blogspot.com



segunda-feira, 10 de setembro de 2012

ORGÂNICOS X CONVENCIONAIS

ALÔ PESSOAL!
Estamos já em fase de ENEM e portanto vou citar um assunto que está em destaque:
"Alimentos orgânicos e convencionais tem pouca diferença nutricional"
Ueba! e agora?
Não ficamos o tempo todo ouvindo que é melhor o cultivado organicamente, que tem mais vitaminas e minerais, são menores, mas melhores....
O assunto saiu no Estado de São Paulo, em uma matéria de Mariana Lenharo.
O que houve foi um estudo muito grande, feito pela médica Dena Bravata, da Universidade de Stanford que revisou todos os estudos relacionados com esse assunto.
E o que constatou foi que faltam evidencias cientificas consistentes de que os orgânicos são mais saudáveis e nutritivos.
O que a pesquisa destacou foi que os  orgânicos apresentam risco 30% menor de contaminação por agrotóxicos e a quantidade de fósforo também se revelou mais alta nesses alimentos.
O estudo ainda concluiu que as duas formas de cultivo levam a um risco semelhante quanto à contaminação por bactérias patogênicas. A diferença é que nas carnes de frango e porco orgânicas havia menos bactérias resistentes a antibióticos.
 A preferencia leva em conta o ambiente, ou seja, o motivo para ingerir produtos orgânicos tem muito mais a ver com o tipo de produção que afeta o meio ambiente. Os orgânicos não são monoculturas, existe uma variedade maior de cultivo no qual uma planta defende a outra e assim usa-se menos agrotóxicos.
Há de se lembrar que nosso país é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo e usar uma agricultura de menor impacto certamente faz diferença.
O importante é alertar o consumidor quanto a necessidade da ingestão de diversas frutas, legumes e verduras, o que torna sua alimentação mais saudável e mudando sua consciência para as questões ambientais.
E para esclarecer:
Cultura convencional: produzida com o uso de adubos químicos e agrotóxicos.
Cultura orgânica : sem adubos químicos e agrotóxicos. Não é processado com irradiação ionizadora.
Cultura hidropônica: produzida em estufas e com adubos químicos solúveis.
Cultura transgênica : obtida por manipulação genética para aumentar a produção, resistência a doenças ou agrotóxicos.
Cultura integral: sem remoção do conteúdo original e sem perdas nutricionais.
cultura orgânica - imagem: mundoeducacao.com.br

                                            cultura hidropônica - imagem: coceducacao.com.br

Esse é um bom assunto para qualquer tipo de questão!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante