segunda-feira, 14 de setembro de 2015

ÁCIDO LÁTICO E SEUS MÚSCULOS

ALÔ PESSOAL!!!
Depois de ver a relação entre potássio e musculatura, vamos ao ácido lático.


O ácido láctico ou lático ( do latim lac, lactis, leite), é um composto orgânico de função mista ácido carboxílico - álcool que apresenta fórmula molecular C3H6O3 e estrutural CH3 - CH ( OH ) - COOH. Participa de vários processos bioquímicos, e o lactato é a forma ionizada deste ácido. Foi descoberto pelo químico sueco Carl Wilhelm Scheele, no leite coalhado.
Pela nomenclatura IUPAC é conhecido como ácido 2-hidroxipropanóico ou ácido α-hidroxipropanóico.
A produção de ácido lático se dá por meio da fermentação da lactose pela bactéria Streptococcus lactis. Industrialmente, é fabricado pela fermentação controlada de hexoses de leite, milho e melaço. Também pode ser obtido em laboratório através da reação química de etanal com uma solução de ácido sulfúrico  e cianeto de sódio. Além do leite coalhado, encontra-se o ácido lático nos sucos de carne e em algumas partes do corpo de animais e plantas.

O ácido lático é produzido no leite, como produto da fermentação de açúcares.
Ele é responsável pelo sabor picante do iogurte e da manteiga. Também é usado na preservação de alimentos, aumentado o grau de acidez do meio e retardando o crescimento de micróbios que causam a deterioração.
Nessa forma ele apresenta atividade ótica levógira - isomeria óptica quando há a presença de um carbono quiral- carbono com 4 ligantes diferentes.
 O organismo humano, de outros animais e vegetais também produzem ácido lático em quantidades expressivas, durante a realização de exercícios físicos. A oxidação do ácido lático gera energia; células cardíacas e fibras musculares, por exemplo, utilizam esse ácido como fonte preferencial de energia (os músculos do coração não são capazes de desenvolver tal função). Quando há um abuso de atividade física, é comum haver um excesso de ácido lático, uma vez que ele é formado num ritmo muito mais rápido do que é eliminado do corpo, o que, por vezes, ocasiona muito cansaço e dores musculares. A excreção desse composto é dada pela urina e pelo suor e metade de todo o ácido lático acumulado durante a atividade física carece de 25 minutos de repouso para ser eliminado
O ácido lático também é produzido nas células musculares após exercícios intensos.
Se o nível do ácido lático nos músculos e na corrente sanguínea aumenta, o individuo sente dores que podem levar à paralização do músculo.
Nessa forma ele apresenta atividade ótica dextrogira.


fontes: labin.unisalle.edu.br
infoescoela.com.br
Wikipédia
Integral- 2° serie - volume 4

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante