quinta-feira, 30 de setembro de 2010

FUNÇÕES DO COMPOSTO ABAIXO

OLÁ PESSOAL!!!!!!!!
eu estou "vendo" amida, amina , éster...
ficou faltando ( ou sobrando ) alguma coisa?

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

ENEM 2010- FOSFATO DE OSELTAMIVIR


O oseltamivir é um inibidor potente e seletivo da enzima neuraminidase do vírus influenza A e B. A enzima neuraminidase é responsável pela clivagem de resíduos de ácido siálico nos vírus recém-formados e desempenha um papel fundamental no lançamento e disseminação do vírus da progênie. Quando expostos ao oseltamivir, os virus influenza são agregados na superfície da célula do hospedeiro, limitando a extensão da infecção dentro das secreções mucosas (McNicholl 2001) e reduzindo a infectividade viral.(http://www.influenzareport.com/)
XQUIMICA ACHOU A QUÍMICA DA VACINA!
sejam espertos e verifiquem que funções orgânicas estão presentes neste composto acima!

ENEM 2010 - GRIPE A



ALÔ PESSOAL!
Esperando as eleições?Já decidiu ? Seu voto é muito importante:é um, mas faz diferença sim!

O oceano, sem uma única gota, deixa de ser o mesmo. Vote consciente, tenha critérios éticos, valorize quem merece.

Mas o assunto é ENEM.


Lembra que foi feita uma listagem aqui no XQUIMICA dos assuntos que poderiam ser alvo da prova?
Então, hoje é o dia da gripe A.
Ela já foi chamada de tudo ! ( literalmente!) e era conhecida como gripe suína, até abril 2009.
A gripe A, é causada pelo vírus Influenza tipo A/H1N1 modificado, denominado A/CALIFORNIA/04/2009, resultante da união de material genético de cepas da gripe humana, aviária e suina que extrapolou a barreira de espécies e passou a atingir seres humanos.
Em dezoito de março do ano de 2009, a Organização Mundial de Saúde anunciou a ocorrência de casos desta gripe no México e, pouco tempo depois, nos Estados Unidos. Espanha e Canadá. Outras regiões do globo terrestre, como o próprio Brasil, também entraram nesta lista. Por tal motivo, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou tais incidências como uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII), criando o Gabinete Permanente de Emergência de Saúde Pública (GPESP), a fim de monitorar o vírus, tomando as medidas necessárias e cabíveis – como tratamento dos casos e busca pela vacina contra tais cepas. Tais providências se fazem necessárias para evitar uma possível pandemia, esta que poderia ser capaz de contaminar um terço da população. Embora seja mais transmissível que o vírus da gripe aviária, e assim como qualquer outra gripe, o contato com saliva contendo partículas virais, eliminadas principalmente ao espirrar ou tossir; ou secreções de pessoas infectadas são as formas mais comuns de contaminação. Os sintomas desta doença incluem a presença de febre repentina e acima de 38°C e tosse, podendo vir acompanhados de diarreia, dificuldade respiratória e dores de cabeça, nas articulações e músculos. O período de incubação pode variar entre 24 horas a duas semanas. ( adaptado do http://www.brasilescola.com/) Essa gripe provocou a morte de mais de 2000 pessoas no Brasil , em 2009.


No dia 5 de abril de 2010 iniciou-se o programa de vacinaçào que visava proteger 91 milhões de pessoas.
.Embora tenha sido amplamente divulgado que os efeitos colaterais, quando existiam, eram pequenos e sem significado, o que se viu na prática foi um grande número de pessoas com uma mini-gripeA.
A vacina formulada para um ano pode ser ineficaz no ano seguinte, pois os vírus mudam rapidamente ao longo do tempo, e diferentes variedades se tornam dominantes. Medicamentos anti-virais podem ser utilizados para o tratamento, especialmente os com inibidores de neuramidase.
O assunto não está mais na pauta dos jornais e internet.
Mas os cuidados devem ser mantidos.Preste atenção no texto abaixo de 23/setembro/2010:
Estamos deixando cair a peteca da conscientização da população sobre os cuidados básicos de higiene. Os frascos de álcool gel sumiram das prateleiras do comércio durante a pandemia de influenza A(H1N1), mas encalharam assim que o pânico terminou. O que devemos fazer para estimular o hábito de lavar as mãos e objetos e assegurar a higiene dos ambientes que frequentamos?
Um aspecto importante foram os lucros exorbitantes da indústria farmacêutica decorrentes da pandemia de gripe suína, não apenas com a venda do antiviral Tamiflu, mas também de vários antibióticos para infecções respiratórias. A Roche, fabricante do Tamiflu, aponta no balanço de negócios que suas vendas de produtos farmacêuticos subiram 11% em 2009 (1), quase o dobro da taxa de crescimento do setor no mesmo período. Impulsionadas pela pandemia, as vendas de Tamiflu bombaram, alcançando a cifra de 3,2 bilhões de francos suíços (aproximadamente 3 bilhões de dólares, salvo engano no cálculo de conversão das moedas). Outras empresas também comemoraram os recordes de comercialização de seus antimicrobianos no ano passado, não igualado até o momento.

Em documento divulgado no último mês de agosto (2), a OMS enfatiza que o vírus H1N1 ainda deve circular e causar gripe sazonal durante os próximos anos, com maior probabilidade de contágio entre os jovens. A entidade recomenda que as autoridades nacionais de saúde não baixem a guarda em relação ao controle epidemiológico, monitoramento de mutações do vírus e da sua resistência a antivirais, vacinação e atendimento aos casos da doença( Dra Aracy Balbani )
Lembrando que a base medicamentosa é o Tamiflu, nome comercial de fosfato de oseltamivir

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante