segunda-feira, 18 de novembro de 2019

UNICAMP- 1° FASE- QUÍMICA RESOLVIDA E COMENTADA

OI, GALERA!

ESSA PROVA DA UNICAMP É UM VERDADEIRO TESTE PARA A FUVEST|!
ATENÇÃO PARA A INTEGRAÇÃO DAS VÁRIAS DISCIPLINAS!
VALE A PENA LER E ENTENDER

CORRE PARA O SITE:

https://l-xquimica.com/unicamp-2020-1a-fase-quimica-resolucoes-e-comentarios/

terça-feira, 12 de novembro de 2019

ENEM 2019/2020 - QUÍMICA- RESOLUÇÕES COMENTADAS

OI GALERA!!!

O EXAME DO ENEM DO DIA 10/11/2019 ESTÁ NO LINK ABAIXO.
AS QUESTÕES DE QUÍMICA, RESOLVIDAS E COMENTADAS.
APROVEITEM E TIREM SUAS DÚVIDAS!


https://l-xquimica.com/enem-2019-2020-quimica-resolucoes-comentadas/

terça-feira, 5 de novembro de 2019

LIXO - PROBLEMA SEM SOLUÇÃO?

OI GALERA!
VAMOS FALAR DE LIXO?



DEFINIÇÃO: O conceito de lixo está ligado ao que não se usa mais.O ser humano joga fora aquilo que não quer ou não vai mais usar. Ele é o maior responsável pela quantidade de material que é descartado,pela contaminação, proliferação de doenças , poluição do meio ambiente e degradação dos recursos naturais e a diminuição desses recursos sejam no solo ou na água.

Na natureza , somente o ser humano produz lixo , ou seja, material que é descartado que pode ou não ser reciclado. Em uma linguagem mais técnica:

 Lixo que pode ser reaproveitado de alguma forma, passa a se chamar resíduo sólido. O que não pode ser aproveitado se chama então de rejeito. Como o ser humano é que decide o que compra, o que ingere, o que veste, ele também decide o que é lixo – para ele- e joga fora aquilo que assim é considerado. 
Tipos de lixo 
O lixo doméstico pode ser orgânico ou inorgânico. 
Veja a seguir as diferenças entre lixo orgânico, inorgânico e industrial.

 Lixo orgânico: são detritos sólidos naturais, provenientes de seres vivos, como restos de alimentos, estrume de animais, restos vegetais  e matéria orgânica. 
Todo esse material sofre decomposição e pode formar adubo orgânico, restaurando a fertilidade do solo ou produzindo gás metano.

 Lixo inorgânico: é de difícil decomposição ou não biodegradável, por isso deve ser separado do lixo orgânico para ser reciclado. 

Lixo industrial: inclui resíduos provenientes de inúmeras fontes, como matadouros, curtumes, fábricas de tintas, de papel, plásticos etc., que são liberados no ambiente, na maioria das vezes, sem nenhum tratamento. Durante a utilização dessas substâncias, muitas vezes são empregados produtos químicos não reutilizáveis. Substâncias sintéticas, ou não naturais, como as utilizadas em detergentes, podem não ser biodegradáveis.

Existem basicamente duas formas de coleta de lixo.
 Na primeira, mais comum em países menos desenvolvidos, o lixo é coletado de forma misturada. Assim, todos os tipos de lixo são misturados em um veículo coletor de lixo. 
Todo o lixo é então encaminhado para um aterro sanitário ou pior ainda, um lixão à céu aberto. Na coleta mista que destina para um aterro sanitário, nenhum material é reaproveitado em todo o ciclo. 
Quando a coleta mista destina para um lixão, surgem os catadores de material reciclável ou reutilizável. Estes buscam no lixo, algum material de valor para que possam vender. ( é só assistir o curta acima Ilha das Flores para entender) A outra forma de coleta é aquele em que o lixo é separado na fonte geradora. O gerador de resíduos sólidos tem um papel importantíssimo em toda indústria de resíduos sólidos. 

ATERROS SANITÁRIOS:

 Na construção de um aterro sanitário há normas que devem e precisam ser seguida: Um aterro sanitário é um espaço destinado à deposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana, são provenientes de residências, indústrias, hospitais, construções e consiste em camadas alternadas de lixo  e terra que evita mau cheiro e a proliferação de animais. Um aterro segue princípios da engenharia de confinar resíduos sólidos à menor área possível e reduzí-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou em intervalos menores, se necessário. Deve ser impermeabilizado e possuir acesso restrito, ter a quantidade de lixo controlada e conhecer que tipos de resíduos estão sendo depositados.
 Na maioria, os aterros sanitários são construídos em locais afastados das cidades em razão do mau cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e das águas subterrâneas. 
Essa contaminação pode ocorrer por infiltração do chorume ou percolado, líquido contendo componentes tóxicos que flui do lixo para o solo e corpos d’água. Atualmente, existem normas que regulam a implantação dos aterros, e uma dessas regras é a implantação de mantas impermeabilizantes que evitem essa infiltração. 
É necessário também que haja a retirada desse líquido, por sistemas de drenagem eficientes, com posterior tratamento dos efluentes sem que agrida o meio ambiente. Gases também são liberados e podem ser aproveitados como combustíveis, o que pode trazer benefícios financeiros.

LIXÕES:

 No Lixão (ou Vazadouro, como também pode ser denominado o lixão) não existe nenhum controle quanto aos tipos de resíduos depositados e quanto ao local de disposição dos mesmos. Nesses casos, resíduos domiciliares e comerciais de baixa periculosidade são depositados juntamente com os industriais e hospitalares, de alto poder poluidor. Nos lixões pode haver outros problemas associados, como por exemplo a presença de animais (inclusive a criação de porcos), a presença de catadores (que na maioria dos casos residem no local), além de riscos de incêndios causados pelos gases gerados pela decomposição dos resíduos e de escorregamentos, quando da formação de pilhas muito íngremes, sem critérios técnicos.

O Brasil tem quase 3 mil lixões funcionando em 1.600 cidades, segundo relatório da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).
 Por lei, todos os lixões do Brasil deveriam ter sido fechados até 2014, prazo dado pela Política Nacional dos Resíduos Sólidos.
 O levantamento da Abrelpe mostra que, de 2016 para 2017, o despejo inadequado do lixo aumentou 3%. A produção de lixo no Brasil também aumentou no ano passado. 
Cada brasileiro gerou 378 kg de resíduos no ano, um volume que daria para cobrir um campo e meio de futebol. 
Junto com esse aumento do lixo produzido, também subiu a quantidade  de resíduos que vão parar em lixões, com impactos negativos para o meio ambiente e para a saúde pública. Estudo afirma que o país gasta R$ 3 bilhões por ano com o tratamento de saúde de pessoas que ficaram doentes por causa da contaminação provocada pelos lixões. Dados sobre o lixo produzido no Brasil No Brasil são produzidas, diariamente, cerca de 255 mil toneladas de lixo (dado referente ao ano de 2018). 
Sendo que a cidade de São Paulo é a que mais produz lixo no país, com cerca de 19,3 mil toneladas por dia. 
Composição do lixo brasileiro: – lixo orgânico (52%) – papel e papelão (26%) – plástico (3%) – metais como, por exemplo, ferro, alumínio, zinco, aço, etc. (2%) – vidro (2%) – outros (15%) 
Principais destinos do lixo brasileiro: – aterros sanitários (53%) – aterros controlados (23%) – lixões (20%) – compostagem e reciclagem (2%) – outros destinos (2%) Alguns dados importantes sobre a reciclagem do lixo brasileiro: – 
O Brasil recicla cerca de 97% das latinhas de alumínio que são descartadas; – Apenas 55% das garrafas PET são recicladas.  
Observação: os dados são aproximados (estimativas) e referentes ao ano de 2018. 

maiores informações:https://l-xquimica.com/como-definir-lixo/


O PODCAST DESSA SEMANA SERÁ SOBRE RECICLAGEM DO LIXO E OUTRAS FORMAS DE EVITAR O DESPERDÍCIO. LEIA O TEXTO E OUÇA O PODCAST!


 fontes: rc.unesp.com ; portaldosresiduossolidos.com;suapesquisa.com ; lixo.com.br ; alunosonline.com.br ; g1.globo.com mundoeducacao.bol.uol.com.br Share

 Tem um curta metragem chamado “Ilha das Flores” Fica aqui para quem quiser ver e entender que o conceito de lixo depende da necessidade de quem vê.

https://youtu.be/RRady6kla34

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

ÓLEO DAS PRAIAS NORDESTINAS - A EXPLICAÇÃO

OI GALERA!
UM VERDADEIRO DESASTRE ECOLÓGICO!
Vamos aos fatos  até agora apurados:

foto: Agencia Brasil


 A notícia das primeiras manchas de óleo datam do dia 2 de setembro, no litoral de Pernambuco, e tratavam o caso como algo curioso.
Ao longo dos 36 dias desde então, o número de localidades afetadas chegou a 132 praias, distribuídas em 61 municípios dos 9 Estados do Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia). A situação mais crítica é de Sergipe, que decretou situação de emergência no último fim de semana.
Análises de coletas feitas pela Petrobras a pedido do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) revelaram que a substância é petróleo cru - e não um derivado, como gasolina e outros - e não possui origem brasileira. Em nota, a Petrobras afirma que o material encontrado não é produzido e nem comercializado pela empresa.
As primeiras manchas surgiram no dia 2 de setembro, e foram registradas nas praias das cidades de Ipojuca e Olinda, em Pernambuco. Até o dia 26 de setembro, 21 locais já tinham sido contaminados. Cinco dias depois, no dia 1º de outubro, mais 41 lugares apresentaram pontos de contaminação com o material, totalizando 62 lugares. Do dia 2 de outubro até hoje, o número de praias mais que dobrou, chegando às 132 localidades afetadas.
Do dia 2 de setembro até agora, foram registradas 132 praias com manchas - pequenas e esparsas ou significativas e espessas - totalizando 61 municípios em 9 estados do Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia). Entre as praias atingidas estão alguns dos destinos turísticos mais famosos do Nordeste, como Pipa e Natal (RN), Carneiros, Porto de Galinhas e Boa Viagem (PE), e João Pessoa (PB).
foto: AFP


A Petrobrás mantém um centro de pesquisas localizado na Ilha do Fundão , no Rio.
Nesse centro foram levadas as  amostras recolhidas e a análise detectou que esse óleo - que seria um blend de três diferentes poços na Venezuela- tem configuração única quando comparado com as amostras que a Petrobrás mantém no centro de pesquisa.
Segundo O Estado de São Paulo , a borra tem origem em três campos específicos e isso é determinado através do tipo de solo,  composição - através da quantidade de carbonos que formam o núcleo da cadeia principal desse produto , sua sedimentação e estabilidade.
A origem do piche é conhecida, então.
Mas não a forma como foi descartado e quem descartou.
A hipótese mais aceita é que tenha sido de navios fantasmas , que carregam clandestinamente esse produto.
As rotas de 30 navios forma encontradas e os 11 países que usaram essa rota com esses navios estão recebendo técnicos formais da Petrobrás para fazer o cruzamento dos dados e entender como esse processo de derramamento ocorreu.
A verdade é que um verdadeiro desastre ecológico está ocorrendo, além da contaminação das praias e águas, tem os animais marinhos, corais, reservas como o Projeto Tamar.
RISCOS PARA QUEM ENTRA EM CONTATO DIRETO COM ESSE ÓLEO:
Dermatologistas afirmam que o contato de banhistas e pescadores com o óleo pode causar irritações na pele e alergias. De acordo com Alessandra Romiti, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, deve-se tomar cuidado com os olhos, boca e nariz. Em caso de contato com o material, ela orienta procurar um dermatologista para o tratamento, que varia do uso de pomadas e sabonetes específicos à prescrição de remédios de ingestão oral.
O Ibama recomendou que se evite qualquer contato ou manuseio do material e que o banhista comunique a ocorrência imediatamente ao órgão ambiental local. Em caso de contato com o óleo, a recomendação do Ibama é que a pessoa passe primeiro gelo ou óleo de cozinha, antes de lavar com água e sabão.

RISCOS PARA FAUNA E FLORA:



Tartaruga encontrada na praia da Redinha, em Natal. (Foto: Divulgação/Centro de Descontaminação de Fauna Oleada da UERN)

Em quatro estados, foram encontradas mortas seis tartarugas marinhas e uma ave (Bobo-pequeno). Outras cinco tartarugas foram resgatadas com vida. Segundo o Ibama, não há evidências de contaminação de peixes e crustáceos, mas a avaliação da qualidade do pescado capturado nas áreas afetadas para fins de consumo humano é competência do órgão de vigilância sanitária. Animais marinhos menores que a tartaruga, como caranguejos, guaiamuns e aratus também sucumbiram à presença do óleo.

Outra característica desse óleo é que parte dele flutua e outra fica submersa- não se sabe quantas toneladas foram derramadas, mas todo dia há notícias de novas praias contaminadas, ás vezes com material tão particulado , que é necessário peneirar a areia para retirá-lo.
Limpar não significa que vai desaparecer.
|Como não sabemos o quanto de óleo ainda está no mar, esse piche volta aos locais já limpo, iniciando uma cadeia de desastres que parece não ter fim.
Todo o turismo da região está comprometido, a pesca básica de subsistência e a própria natureza que vem sendo agredida de uma maneira nunca antes vista no mundo.



A Petrobrás mantém uma,








terça-feira, 22 de outubro de 2019

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA

OI GALERA!!
VAMOS DE POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA!
DEFINIÇÃO :
Poluição do ar ocorre quando se coloca qualquer substância que, dependendo da sua concentração- ou quantidade- possa se tornar nociva à saúde e ao meio ambiente. Conhecida também como poluição atmosférica, refere-se à contaminação do ar por gases, líquidos e partículas sólidas em suspensão, material biológico e até mesmo energia.
Essa forma de poluição se dá com o acúmulo das substâncias chamadas de poluentes atmosféricos que são gases ou partículas provenientes de fontes naturais (vulcões e neblinas) ou fontes artificiais produzidas pelas atividades humanas. De acordo com um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 2014, a poluição do ar causou a morte de mais de 7 milhões de pessoas no mundo em 2012.

A poluição do ar

poluição do ar já estava presente na Roma Antiga, quando as pessoas queimavam madeira, por exemplo. Porém, a Revolução Industrial ampliou de forma acelerada o impacto humano sobre a qualidade do ar, já que a intensidade da combustão de carvão aumentou de modo alucinante no século XIX, principalmente na Grã-Bretanha. A queima de carvão mineral despejava toneladas de gases poluentes, causando danos à população, que sofria de doenças respiratórias, responsáveis por milhares de mortes na época.
DEFINIÇÃO DE CARVÃO MINERAL:
Carvão mineral é um material rochoso, fóssil, encontrado em jazidas localizadas no subsolo e que pode ser extraído por meio do processo de mineração. Tem em sua composição o carbono, o oxigênio, o hidrogênio, o enxofre e cinzas.
TIPOS DE POLUENTES ATMOSFÉRICOS:
-MONÓXIDO DE CARBONO :
Um gás incolor, inodoro e tóxico. Produzido principalmente pela queima não completa de combustível. Ele causa interferência no transporte do oxigênio no nosso corpo, podendo causar asfixia. 
-DIÓXIDO DE CARBONO:
É uma substância fundamental para os seres vivos. Os vegetais utilizam o dióxido de carbono para realizar sua fotossíntese, processo no qual eles usam a energia solar e o CO2 para produzir energia. O gás é produzido no processo de respiração celular, mas possui outras fontes, que são causa de boa parte da poluição do ar, como o processo de decomposição e a queima de combustíveis fósseis. Esse gás é muito conhecido atualmente por ser um dos causadores do CHAMADO EFEITO ESTUFA que ocorre devido ao fato do CO2 absorver parte da radiação emitida pela superfície da terra, retendo o calor, resultando em um aumento da temperatura.
CFC
Costumavam ser emitidos a partir de produtos como aparelhos de ar-condicionado, refrigeradores, sprays de aerossol, etc. Atualmente, esses compostos estão banidos em quase todo o mundo. Quando em contato com outros gases, os CFCs causam danos à camada de ozônio, sendo as grandes responsáveis pelo seu buraco, permitindo assim que os raios ultravioletas alcancem a superfície da Terra, causando problemas como câncer de pele. Atualmente há fortes indícios que a China vem utilizando esse gás em muitas de suas fábricas.

ÓXIDOS DE ENXOFRE

O mais nocivo é o SO2 ou dióxido de enxofre, que é produzido em diversos processos industriais e por atividades vulcânicas. Na atmosfera, o dióxido de enxofre forma o ácido sulfuroso, causando a chuva ácida.

ÓXIDOS DE NITROGÊNIO

Em especial o dióxido de nitrogênio (NO2) é um grande fator de poluição do ar. Esses óxidos são gases altamente reativos, formados durante a combustão pela ação microbiológica ou por raios. Na atmosfera, o NOx ( óxidos de nitrogênio) reage com compostos orgânicos voláteis e monóxido de carbono, produzindo ozônio troposférico. É também oxidado em ácido nítrico, que contribui para a chuva ácida.

COMPOSTOS ORGÂNICOS VOLÁTEIS

Esses elementos que integram a poluição do ar são químicos orgânicos emitidos por várias fontes, incluindo a queima de combustível fóssil, atividades industriais e emissões naturais da vegetação e de queimadas. Alguns COVs (ou VOCs, na sigla em inglês) de origem antropogênica, como o BENZENO, são poluentes cancerígenos. O METANO é um composto orgânico volátil que contribui para o efeito estufa e é cerca de 20 vezes mais potente que o monóxido de carbono.

AMÔNIA – NH3

Emitida principalmente pela agricultura devido ao uso de fertilizantes.
Na atmosfera, a amônia é um tipo de poluição do ar que reage formando poluentes secundários.

MATERIAL PARTICULADO

São partículas finas de sólidos ou líquidos suspensos. Esse material ocorre naturalmente a partir de erupções vulcânicas, tempestades de areia, formação de nevoeiros e outros processos naturais. A ação humana produz MP em atividades industriais, mineração e combustão de combustíveis fósseis, entre outros. Na atmosfera, esse material causa danos à saúde. Quanto menor a partícula, maiores os efeitos provocados. Alguns efeitos causados pelo material particulado são os problemas respiratórios e do coração.Atualmente estão sendo encontrados materiais particulados nos pulmões de animais, no sangue e no sistema digestório.

OZÔNIO TROPOSFÉRICO

Apesar de ser extremamente necessário na atmosfera para bloquear a radiação solar, o ozônio que é formado na troposfera (mais perto da superfície da Terra), a partir de reações com outros poluentes, é uma forma de poluição do ar que causa diversos danos para a nossa saúde, como irritação e problemas respiratórios. .
para maiores esclarecimentos e imagens vá para : 

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

SOLUÇÕES - CONCENTRAÇÃO COMUM

OI, GALERA!!
Vamos fazer uma varredura nos principais tópicos de química, enfatizando cálculos e teorias mais pedidas.
Começando com soluções.


SOLUÇÕES.

O que é uma solução? Podemos dizer que quando soluto e solvente se misturam de tal forma que você não sabe dizer quem é quem, temos uma  solução.

O soluto sempre é em menor quantidade e se dissolve no solvente, em maior quantidade.
O que você precisa saber é como fazer os cálculos das diversas maneiras de se medir o quanto de SOLUTO está dentro do SOLVENTE.
Essa é a base !!


Quando você compra qualquer medicamento, alimento industrializado, água mineral, cosméticos, tudo tem sua composição:




imagem:portaldoprofessor.mec.gov




Nessa informação há 9 g de carboidratos/ 200 ml . Essa forma de expressão chamamos de concentração.
C = m1/V  simples!


m1 sempre se refere ao soluto que no caso acima, pode ser a proteína, o carboidrato, o cálcio.... e o volume é dado em mililitros neste caso, mas na maioria das vezes é pedido gramas/ litros.
Se fizermos corretamente fica : C = 9 g / 0,2 litros.
O que significa?
Que em um copo de leite, de 0,2 litros, temos 9 gramas de carboidratos.
O mesmo podemos fazer com a proteína cuja concentração é :
C = 6 g / 0,2 litros
Veja agora a comparação entre dois tipos de enlatados:





fonte:unimed.coop.br




Olhando para esse rótulo você vai ver que tem a "quantidade de energia" fornecida pelo alimento- é a designação Kcal -  Esse item também faz parte da físico química, mas trataremos disso depois!
Agora você tem miligramas de um elemento ou substancia por 100 g de conserva.
E agora, como calcular a concentração?

Exercício:
Calcule as concentrações de cálcio em uma lata de sardinhas de 100 gramas e uma lata de atum de 100 gramas.
SARDINHA:
550mg de cálcio / 100 gramas = 0,55 gramas/100 gramas
ATUM:
7mg de cálcio / 100 gramas de atum = 0,007 g/ 100 gramas
Como não temos o volume das latas, calculando somente a quantidade de gramas do cálcio dentro da lata.
EXERCÍCIOS
1- Foram preparados 200 ml de uma solução dissolvendo-se 2,0 gramas de sal. Calcule a concentração em g/ litro.
C = massa soluto/ volume solução ( em litros) 200 ml = 0,2 litro
C= 2/ 0,2 = 10 gramas/ litro
2- A massa, em gramas , de 100 ml de uma solução com concentração de 1,19 g/ litro é:
C = massa soluto / volume solução
1,19 = massa do soluto/ 0,1 litro
massa do soluto = 1,19 x 0,1 = 0,119 gramas de soluto
3- A massa dos quatro principais sais que se encontram dissolvidos na água do mar em 1 litro é igual a 30 gramas. Em um aquário marinho, qual a quantidade de sais dissolvidos se ele contém  2.10 6 cm3    ?
  • primeiro passo: saber que 1 litro corresponde a 1000 cm3  
  • segundo passo :fazer a regra de três :
  • 1000 cm3     ---------------->  30 gramas
  • 2.10 6 cm3  --------------->  x gramas            
   30 . 2.10=   60.10 6 – 3 = 3    = 60.103  gramas = 6.104  gramas    103
E aí, entendeu?

 DÚVIDAS?
htpps://l-xquimica.com 

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

ENTALPIA - EXERCÍCIOS RESOLVIDOS E FORMAÇÃO E COMBUSTÃO

OI GALERA!!!

Conceito de entalpia: 
Conteúdo de energia que cada substancia apresenta.Representa-se por H. Não se sabe como determinar o conteúdo de energia de uma substancia, mas conseguimos medir a variação da entalpia de um processo através do uso de  calorímetros.
 Essa quantidade representa a energia liberada ou absorvida durante o processo, à pressão  constante. 
A variação de entalpia é dada pela expressão: ∆H = H2 – H1 ou ∆H = HP – HR   

   ENTALPIA DOS PRODUTOS MENOS ENTALPIA DOS REAGENTES  

REAÇÃO EXOTÉRMICA- LIBERA CALOR , LOGO A ENTALPIA FINAL DOS PRODUTOS É MENOR QUE A ENTALPIA DOS REAGENTES E O ∆H É NEGATIVO! 

REAÇÃO ENDOTÉRMICA- ABSORVE CALOR, LOGO A ENTALPIA DOS PRODUTOS É MAIOR QUE A ENTALPIA DOS REAGENTE E O ∆H É POSITIVO! 
SEMPRE QUE VOCÊ FOR RESOLVER UM EXERCÍCIO DE Entalpia de formação ou combustão, lembre que está trabalhando com 1 mol formado ou 1 mol consumido. 

QUALQUER NÚMERO DIFERENTE DE 1 MOL, NÃO RETRATA  FORMAÇÃO OU COMBUSTÃO. 

Exercício de entalpia de combustão ou calor de combustão:
 –Determine o calor de combustão (Δ Ho) para o metanol (CH3OH) quando ele é queimado, sabendo-se que ele libera dióxido de carbono e vapor de água,
 conforme reação descrita abaixo.
 TABELA DAS ENTALPIAS DAS SUBSTANCIAS ENVOLVIDAS: VEJA QUE O OXIGÊNIO NÃO ESTÁ NA TABELA, PORQUE TODA SUBSTÂNCIA SIMPLES TEM ENTALPIA = A ZERO.






 1- identifique se a combustão se refere a 1 mol de metanol- ( SIM!) 
2- lembre que toda substancia simples tem entalpia igual a zero ( no caso o O2 ) 
3- Calcule o ΔHo 4- Lembre que a equação é dada por H DOS PRODUTOS 
–  H DOS REAGENTES!!!! 
H produtos = – 393,5 + (2 x – 241,8)  =     – 877,1 ( CO2)     ( 2 H2O ) H reagentes:  -239,0          +   3/2 x  0 = -239,0 ( CH3OH)             
    ( O2) ΔHo     =    – 877,1- ( – 239,0 )   = – 638,1 kj/ mol



 Exercício de entalpia de formação : –A equação da decomposição do mármore pode ser representada por: CaCO3 (s) ———–> CaO (s) + CO2 (g)   Δ H = + 177,5 kj/mol 
  NESSE CASO O EXERCÍCIO DÁ O VALOR DA ENTALPIA FINAL- PRESTE ATENÇÃO!   

Sabendo-se que H CaO = 635,5 kj/mol e H CO2 = – 394 kj/ mol, 
calcule a entalpia do carbonato de cálcio. 
temos: Δ H = H produtos – H reagentes + 177,5 = ( H CaO  + H CO2 ) – ( H CaCO3 ) + 177,5= ( 635,5 + (- 393))  –  ( H CaCO3 ) +177,5 = – 1029,5 – ( H CaCO3 )  ( H CaCO3 ) = – 1029,5 + 177,5 = – 1207 kj / mol
 Observe que os VALORES DAS ENTALPIAS DE FORMAÇÃO DAS SUBSTANCIAS DEVEM ESTAR EM UMA TABELA OU ANEXADAS AO TEXTO.   


— Considere a seguinte reação: 6 C(grafite) + 3 H2(g) → C6H6(l)  ΔH0formação= + 83 kJ/mol de C6H6(l) 

Determine a entalpia do benzeno (C6H6): 
a) zero.
 B) 83 KJ/MOL. 
c) 112 kJ/mol. 
d) 166 kJ/mol. 
e) 498 kJ/mol. 

VEJA A PEGADINHA DESSE EXERCÍCIO: NA EQUAÇÃO VOCÊ TEM O GRAFITE, QUE É UMA SUBSTANCIA SIMPLES, ENTÃO A ENTALPIA É IGUAL A ZERO. O HIDROGÊNIO É OUTRA SUBSTANCIA SIMPLES, ENTALPIA IGUAL A ZERO. ENTÃO QUAL O VALOR DA ENTALPIA DO BENZENO? O ÚNICO NÚMERO QUE SOBRA = + 83 KJ/ MOL ( KILOJOULES POR MOL ) qualquer dúvida, perguntem!
MAIS INFORMAÇÕES:
https://l-xquimica.com/entalpia-de-formacao-e-entalpia-de/

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

OS ANIMAIS PETRIFICADOS NO LAGO NATRON- TANZÂNIA

OI GALERA!!!
 Hoje vamos ver o lago Natron e por que ocorre a petrificação dos animais.

É como um enredo de filme de terror: animais desavisados caem em um lago misterioso e são transformados em estátuas. Parece ficção, mas a história é real e acontece no lago Natrão, na Tanzânia. Algumas vítimas desse lago mortal foram registradas pelo fotógrafo britânico Nick Brandt. O resultado está no livro “Across the Ravaged Land” (Através do Lago Devastado, em tradução livre – sem versão em português). O nome do lugar já explica parte da letalidade do lago. Natrão é um sal formado por carbonato de sódio hidratado e bicarbonato de cálcio, que se depositou ali por meio de cinzas vindas de vulcões.
 Os egípcios sabiam disso e usavam a substância em processos de mumificação.
O natrão torna o ambiente do lago extremamente inóspito, com um nível de pH muito alcalino, variando entre 9 e 10,5. Isso faz com que o Natrão seja considerado o lago mais cáustico do mundo. Ou seja, ele é altamente corrosivo. Além disso, a temperatura de suas águas pode chegar a 60°C.
 Um dos poucos animais capazes de sobreviver no lago é uma espécie de tilápia adaptada para suportar a alcalinidade e a alta temperatura.
Surpreendentemente, o local é o paraíso de flamingos que se alimentam de spirulina, um tipo de cianobactéria que cresce nas margens do Natrão. As aves constroem seus ninhos ali justamente porque o ambiente é tão agressivo à vida que acaba espantando predadores. Mas, vez ou outra, alguns flamingos caem acidentalmente na água e também acabam virando “pedra”.
Segundo Nick Brandt, ninguém sabe exatamente como os animais morreram. Uma hipótese é que os reflexos na superfície do lago tenham confundido os animais, do mesmo jeito como pássaros trombam com janelas de casas e prédios. Uma vez que são “capturados” pelas águas letais do Natrão, os bichos morrem e ficam calcificados. “O sal alcalino presente no lago ‘gosta’ de água e absorve toda a umidade, ressecando qualquer coisa que entre em contato com ele”, afirma Ethan Kinsey, um dos participantes da expedição de Nick Brandt, em seu blog. “Além disso, a alcalinidade atua como uma substância antibacteriana, preservando os corpos da decomposição”, diz. Encantado e surpreso pelo mórbido espetáculo dos corpos espalhados pelos arredores do lago, Brandt reposicionou os cadáveres de modo que parecessem vivos e os clicou, eternizando-os também em imagens
 Resultado de imagem para BICHOS PETRIFICADOS LAGO NATRON
ASSUSTA!!!

terça-feira, 17 de setembro de 2019

PIPOCAS - ENTENDA O PROCESSO!

OI GALERA!!

MAIS UM ASSUNTO - COMO O MILHO VIRA PIPOCA?

A pipoca é uma variação do milho que conta com uma estrutura bastante semelhante à do original, sendo composta por amido, água e uma casca bem dura.

Apesar de parecer uma questão extremamente complexa, o segredo por trás dessa “mágica” que é o estouro das pipocas é bastante simples: água! É a expansão da umidade dentro do grão que o faz explodir.

Essa água se encontra dentro das pipocas, junto com o amido. Quando você coloca a porção desejada em uma panela e tudo começa a esquentar, o amido se funde à umidade, o que acaba criando uma espécie de cadeia de bolhas gelatinosas. A expansão faz com que os grãos explodam e esse núcleo se torna aquela parte branca da pipoca que todos nós adoramos.

Ao que tudo indica, a pipoca tem a sua origem nas regiões do México e do Peru, mesmo que os arqueólogos garantam que ela também já era plantada em outras partes do planeta, como a China ou a Índia.

mais informações: https://l-xquimica.com/pipocas/

terça-feira, 10 de setembro de 2019

PODCASTS

GALERA,
Nosso site agora tem PODCASTS sobre diversos assuntos.
Rápido e bem informativo.
Chega lá!
É só clicar na faixa PODCASTS  e você tem uma lista.
Escolha e ouça!!!

https://l-xquimica.com/podcast/

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante