quarta-feira, 27 de julho de 2011

LETRA CURSIVA

ALÔ PESSOAL!!!!!!!!
Tudo bem que o assunto não é química, diretamente.
Mas tem tudo a ver!!!!!!!!!Simbologia química, nomes de elementos, reações....
Nesses vários anos como professora, tenho visto muitos alunos que demonstram dificuldades em escrever com letra cursiva: saem garranchos que mal dá para entender...mas será que isso é motivo para deixá-la de lado?
Somente letra de forma ou, pior, só teclado do computador , será essa a solução?
Escrever, ler e reescrever faz parte de um processo de aprendizagem muito mais complexo doi que se imagina.
Entender os códigos, escritos de diferentes formas, e compreendê-los é uma das fases mais importantes da educação.
Não dá para sublimar essa parte ou fazer de conta que ela não existe.
Assim voltaremos aos egípcios , onde somente os escribas dominavam a técnica e detinham certo poder nas mãos.
Não vou falar de preciosismo, acentuação, vocabulário.
É saber escrever, saber ler e saber o que leu: é o básico e isso não pode ser retirado.
O capricho em fazer a letra cursiva, o cuidado com os cadernos, a responsabilidade em mantê-los organizados e legíveis são direcionamentos para a vida futura. Parece simples quando escrito assim, mas quem tem filhos, ou é profissional da educação, sabe que não é tão simples assim.
Organizar-se nestas pequenas coisas, ter a paciência e dedicação para traçar letras, trabalha o lado cognitivo , estabelecendo relações entre neurônios e criando novas dinâmicas cerebrais.
A humanidade não caminhou mais de 2000 anos para isso.
E ainda não chegamos ao universo de Isaac Asimov, onde as comunicações são telepáticas e as máquinas totalmente humanizadas....

segunda-feira, 25 de julho de 2011

FUSÃO NUCLEAR

ALÔ PESSOAL!!!!!!!!
Chegando de viagem e vendo coisas para colocar no blog!
No Estado de SP ( jornal de domingo, 26/07) saiu uma boa reportagem sobre a fusão nuclear.
Em tempos bicudos como esses, onde a energia é necessária, mas a maneira de obtê-la pode desencadear um dano irreparável para o planeta, são necessárias análises de possibilidades e a fusão nuclear é uma delas: limpa, segura, abundante, disponível para todas as nações.Mas.... depende de pesquisas mais sérias.
Utilizar a fusão nuclear , que produz a energia do Sol, é objetivo dos físicos dersde os anos 50.Essa energia pode ser criada com isótopos de hidrogenio , como o deutério, facilmente extraído do mar.
A energia é produzida fundindo dois núcleos atômicos ( como se vê na imagem ao lado) convertendo massa em energia que se transforma em calor.Esse calor, como nos reatores de fissão nuclear convencionais, transforma água em vapor que movienta as turbinas que geram eletricidade ou produz combustíveis para transporte e outros usos.
Essa energia não gera gás estufa,não oferece riscos e está disponível em todos os oceanos.
MAS HÁ UM PORÉM...
Requer a produção e o acondicionamento de um gás quente- plasma- a uma temperatura de 100 milhões de graus Celsius.
Uma das propostas é a fusão magnética, na qual o plasma quente é aprisionado por magnetos. Outra forma é o uso de lasers para bombardear uma bolinha congelada de combustível que gera fusão ( núcelos de deutério e trítio) Enquanto a fusão magnética retém o plasma quente, indefinidamente, como no Sol, o segundo processo se assemelha a um motor de combustão interna com várias mini explosões.
O mais complexo, e caro, é o desenvolvimento da tecnologia para produção e armazenamento em larga escala para que sua utlização seja viável em escala doméstica.
( Stewart C. Prager- Princeton USA )
imagem: coladawweb.com

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante