quinta-feira, 17 de novembro de 2011

NOVO VAZAMENTO NA BACIA DE CAMPOS

ALÔ PESSOAL!
Além de demitir ministros corruptos, nossa presidente precisa colocar o olho no processo de extração de petróleo.
Conforme informações da revista "Veja" on line:

O vazamento de petróleo no fundo do mar, em área de exploração operada pela norte-americana Chevron, na bacia de Campos, diminuiu mas persiste, mesmo após os trabalhos iniciais para selar o poço exploratório que pode ter causado o incidente.
De acordo com comunicado da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), imagens de um equipamento operado remotamente fornecidas pela Chevron mostraram redução do vazamento no local, ante os volumes iniciais que foram estimados entre 220 e 330 barris por dia.
A Chevron iniciou na quarta-feira a cimentação do poço exploratório.
Técnicos da ANP acreditam que pressões criadas pela perfuração deste poço possam ter provocado a fenda no fundo marinho por onde começou a fluir petróleo. Com o fechamento e abandono do poço, a Chevron espera que o vazamento cesse.

Nesta quinta-feira, o jornal Folha de S.Paulo informou que a Polícia Federal abriu inquérito para apurar possível negligência da Chevron no tratamento do vazamento.
Segundo o jornal, o delegado Fábio Scliar, da Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico, disse que há divergências entre o que a empresa disse que está fazendo e o que policiais verificaram, inclusive durante sobrevoo ao local do vazamento, como sobre o número de embarcações atuando na contenção.
O jornal também cita dados de entidades não-governamentais dizendo que o vazamento, segundo análise de fotos de satélites, teria sido muito maior do que o inform
ado.

Precisamos,todos, estar atentos. Nossa água, nosso solo, nossa vegetação e nosso mar são as únicas riquezas que nos restam.
Que os fatos reais sejam informados, não mascarados ou amenizados.

SILVER TAPE -MIL E UMA UTILIDADES

ALÔ PESSOAL!
A fita ao lado é conhecida de todos e já remendou muita coisa!
mas voce sabe quando e por quê ela foi criada?
Surgiu nos anos 40 nos EUA com o nome de "duct tape" ou fita para remendar canos.

Ela aguenta uma tonelada de peso, mas não sela canos:como é feita de polistileno ( parte externa) e malha de algodão com cola( parte interna) ela derrete se for exposta ao calor.
Os fabricantes de avião, desde 1960, incluem no manual de instruções autorização para os mecânicos corrigir pequenos reparos com a fita ( no revestimento da aeronave).
Foi a silver tape que salvou os astronautas da Apollo 13, em 1970.Depois que problemas elétricos os obrigaram a se alojar no módulo lunar, eles corriam o risco de se intoxicar com o CO2, porque o filtro da cabine principal era redondo e o encaixe lunar no módulo lunar ,quadrado.
Como resolver? Usando os materiais disponíveis: papelãp, sacos e silver tape!Com eles foi construido um adaptador e o ar pode ser filtrado!
E sei que ela remenda tênis, roupas, couro,pastas, sacolas mochilas e por aí vai...
fonte: SUPER - NOV 2011 FOTO:marinemegastore.com

Então aproveita a sua fita e inventa algo de útil!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

UNICAMP 2012-QUÍMICA

ALÔ PESSOAL!
Aí vão algumas questões de química do vestibular de ontem da UNICAMP.
Lembrando que as redações foram sobre as redes sociais, incluindo o conceito de "armazenamento em nuvem".
As questões foram retiradas do site do Anglo Vestibulares:

QUESTÃO 24
O corpo humano é composto majoritariamente por água, cuja porcentagem, em massa, pode variar entre 80%, quando se nasce, e 50%, quando se morre, ou seja, perde-se água enquanto se envelhece. Considere que, aos 3 anos de idade, 75% do corpo humano é água, e que todo o oxigênio do corpo humano seja o da água aí presente. Nesse caso, pode-se afirmar que a proporção em massa de oxigênio no corpo é de aproximadamente
a) 3/4.
b) 2/3. alternativa correta b
c) 1/2.
d) 3/5.
Massas molares em g mol–1: H =1 e O = 16


QUESTÃO 25
Glow sticks ou light sticks são pequenos tubos plásticos utilizados em festas por causa da luz que eles emitem. Ao serem pressionados, ocorre uma mistura de peróxido de hidrogênio com um éster orgânico e um corante.
Com o tempo, o peróxido e o éster vão reagindo, liberando energia que excita o corante, que está em excesso. O corante excitado, ao voltar para a condição não excitada, emite luz. Quanto maior a quantidade de moléculas excitadas, mais intensa é a luz emitida. Esse processo é contínuo, enquanto o dispositivo funciona. Com base no conhecimento químico, é possível afirmar que o funcionamento do dispositivo, numa temperatura mais baixa, mostrará uma luz
a) mais intensa e de menor duração que numa temperatura mais alta.
b) mais intensa e de maior duração que numa temperatura mais alta.
c) menos intensa e de maior duração que numa temperatura mais alta.
d) menos intensa e de menor duração que numa temperatura mais alta.
correta: c - menor temperatura, menor velocidade, maior tempo de iluminação

Texto para as questões 26 e 27
Atualmente há um número cada vez maior de equipamentos elétricos portáteis e isto tem levado a grandes esforços no desenvolvimento de baterias com maior capacidade de carga, menor volume, menor peso, maior quantidade de ciclos e menor tempo de recarga, entre outras qualidades.
Questão 26
Desenvolveu-se, recentemente, uma bateria com uma grande capacidade de carga e número de ciclos, além de rapidez de recarga. Simplificadamente, no funcionamento dessa bateria ocorre uma deposição de lítio metálico num eletrodo de estanho e carbono (Sn/C), enquanto num eletrodo de carbono e sulfeto de lítio (Li2S/C) liberam-se o íon lítio e o enxofre elementar. Considerando essas informações, pode-se afirmar que no funcionamento da bateria ocorre
a) uma reação de redução no eletrodo de Sn/C e uma reação de oxidação no eletrodo Li2S/C, e essas reações não se invertem no seu processo de recarga.
b) uma reação de oxidação no eletrodo de Sn/C e uma reação de redução no eletrodo Li2S/C, e essas reações se invertem no seu processo de recarga.
c) uma reação de oxidação no eletrodo de Sn/C e uma reação de redução no eletrodo Li2S/C, e essas reações não se invertem no seu processo de recarga.
d) uma reação de redução no eletrodo de Sn/C e uma reação de oxidação no eletrodo Li2S/C, e essas reações se invertem no seu processo de recarga.
resposta: d

De acordo com o enunciado:
• No eletrodo de Sn/C ocorre uma deposição de lítio metálico.
Li+ + e– --> Li0 --- Redução
• No eletrodo de Li2S/C liberam-se íons lítio e enxofre elementar.
Li2S --> 2 Li+ + S2–
S2--> S + 2e–
A soma das duas equações acima dá esse resultado:
Li2S--->2 Li+ + S + 2e– Oxidação
Essas reações que ocorrem espontaneamente na descarga da pilha se invertem durante a recarga dela.

QUESTÃO 27
Outro exemplo de desenvolvimento, com vistas a recargas rápidas, é o protótipo de uma bateria de íon-lítio, com estrutura tridimensional. Considere que uma bateria, inicialmente descarregada, é carregada com uma corrente média im = 3,2 A até atingir sua carga máxima de Q= 0,8 Ah . O tempo gasto para carregar a bateria é de:
a) 240 minutos.
b) 90 minutos.
c) 15 minutos.
d) 4 minutos.

A carga pode ser calculada pela expressão Q = i · t.
Como a carga máxima da bateria é de 0,8 Ah e a corrente é de 3,2 A, temos:
Q = i · t --> resposta c


Textos para questões 28 e 29
Apesar de todos os esforços para se encontrar fontes alternativas de energia, estima-se que em 2030 os combustíveis fósseis representarão cerca de 80% de toda a energia utilizada. Alguns combustíveis fósseis são: carvão, metano e petróleo, do qual a gasolina é um derivado.
Questão 28
O hidrocarboneto n-octano é um exemplo de substância presente na gasolina. A reação de combustão completa do n-octano pode ser representada pela seguinte equação não balanceada: C8H18(g) + O2(g) --> CO2(g) + H2O(g).
Após balancear a equação, pode-se afirmar que a quantidade de
a) gás carbônico produzido, em massa, é maior que a de gasolina queimada.
b) produtos, em mol, é menor que a quantidade de reagentes.
c) produtos, em massa, é maior que a quantidade de reagentes.
d) água produzida, em massa, é maior que a de gás carbônico.
Dados de massas molares em g mol–1: C8H18 = 114; O2 =3 2; CO2 = 44; H2O=18.

A reação de combustão completa do n-octano pode ser representada pela seguinte equação:
1 C8H18(g) + 25/2O2(g) --> 8 CO2(g) + 9 H2O(g)
1 mol -------- 25/2mol ---- 8 mol ----- 9 mol
114 g-------- 400 g ------ 352 g ----- 162 g
Logo podemos concluir que a quantidade de gás carbônico produzido em massa é maior que a quantidade de gasolina queimada.
Resposta: a
QUESTÃO 29

No funcionamento de um motor, a energia envolvida na combustão do n-octano promove a expansão dos gases e também o aquecimento do motor. Assim, conclui-se que a soma das energias envolvidas na formação de todas as ligações químicas é
a) maior que a soma das energias envolvidas no rompimento de todas as ligações químicas, o que faz o processo ser endotérmico.
b) menor que a soma das energias envolvidas no rompimento de todas as ligações químicas, o que faz o processo ser exotérmico.
c) maior que a soma das energias envolvidas no rompimento de todas as ligações químicas, o que faz o processo ser exotérmico.
d) menor que a soma das energias envolvidas no rompimento de todas as ligações químicas, o que faz o processo ser endotérmico.

Resolução:
O processo de quebra das ligações é endotérmico, portanto absorve energia para romper as ligações dos reagentes.
O processo de formação de ligação é exotérmico, portanto ocorre liberação de energia na formação dos produtos.
Como a combustão do n-octano é exotérmica, a energia liberada na formação das ligações é maior que a absorvida durante a quebra.
Resposta: c


Questão 30
Em algumas extrações de ouro, sedimentos de fundo de rio e água são colocados em uma bateia, recipiente cônico que se assemelha a um funil sem o buraco. Movimentos circulares da bateia permitem que o ouro metálico se deposite sob o material sólido ali presente. Esse depósito, que contém principalmente ouro, é posto em contato com mercúrio metálico; o amálgama formado é separado e aquecido com um maçarico, separando-se o ouro líquido do mercúrio gasoso. Numa região próxima dali, o mercúrio gasoso se transforma em líquido e acaba indo para o leito dos rios. Os três segmentos acima grifados se referem, respectivamente, às seguintes
propriedades:
a) peso, temperatura de gaseificação e temperatura de liquefação.
b) densidade, temperatura de sublimação e temperatura de fusão.
c) peso, temperatura de ebulição e temperatura de fusão.
d) densidade, temperatura de ebulição e temperatura de liquefação.
Resolução
As propriedades relacionadas aos trechos abaixo são:
ouro metálico se deposite sob o material sólido…" —– densidade.
"… aquecido com um maçarico, separando-se o ouro líquido do mercúrio gasoso." — temperatura de ebulição.
"… mercúrio gasoso se transforma em líquido…" —– temperatura de liquefação.
Resposta: d

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante