terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

LIGAÇÃO ENTRE ORBITAIS TIPO PI E HIBRIDIZAÇÃO

ALÔ PESSOAL!
O assunto é extenso!


Ligações entre orbitais P :
Na ligação pi, temos a interpenetração dos orbitais atômicos incompletos no eixo paralelo. Por essa razão, ela só ocorre entre orbitais do tipo p. Dos três orbitais p, dois podem realizar ligação pi, o vertical e o diagonal. O horizontal é utilizado para representar a ocorrência da ligação sigma. Isso acontece porque apenas esse dois eixos podem ficar em paralelo com os mesmos eixos de outro átomo.
fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br









fonte:http://aprendendoquimicaonline.blogspot.com.br




HIBRIDIZAÇÃO:
Hibridização é a “mistura” de orbitais atômicos puros, que originam orbitais atômicos híbridos equivalentes entre si, porém diferentes dos orbitais puros originais.
Os elementos que apresentam hibridização são carbono, silício, enxofre, sendo que o mais conhecido é a hibridização do carbono:


A hibridização do carbono do tipo sp acontece somente quando ele realiza duas ligações pi (π) e duas ligações sigma (σ). Há, nesse caso, então, duas possibilidades: o carbono pode fazer duas ligações duplas ou uma ligação simples e uma tripla, conforme se observa a seguir:
Ligações sigma e pi realizadas pelo carbono

A hibridização do carbono do tipo sp2 ocorre quando ele apresenta uma ligação dupla e duas ligações simples ou uma ligação pi (π) e três ligações sigma (σ). Na realidade, a hibridização sp2 é ocasionada entre os átomos que estabelecem a ligação dupla.
Um exemplo de molécula assim é a do formol (CH2O). Observe sua estrutura abaixo:
Fórmula estrutural do formol

 


A Hibridização do carbono  tipo sp3:
Esse tipo de hibridização ocorre na molécula do metano (CH4). Observe que são quatro ligações covalentes idênticas entre o carbono, que é o elemento central, e quatro hidrogênios. 

Representação da hibridização na molécula de metano

Quando um elétron do orbital 2s absorve energia, ele passa para o orbital 2p que está vazio. Assim, dizemos que esse salto do elétron do subnível 2s para o 2p é uma “promoção” do elétron. Desse modo, o carbono fica em seu estado excitado ou ativado, com quatro orbitais hibridizados, disponíveis para realizar as ligações covalentes:
Representação do processo de hibridização do carbono
Veja que os orbitais híbridos formados são equivalentes entre si, porém diferentes dos orbitais puros originais.(fonte:http://brasilescola.uol.com.br)

RESUMÃO :

 Hibridização sp3 ( ligações sigma)                 

Hibridização sp2 ( 3 ligações sigma e uma pi)

Hibridização sp ( 2 ligações sigma e 2 ligações Pi)


fonte:http://www.algosobre.com.br

LIGAÇÕES ENTRE ORBITAIS TIPO SIGMA

ALÔ PESSOAL!
Continuando, mas agora vamos ver como esses orbitais se unem, formando ligações:


Ligação sigma é o nome dado à interpenetração (junção) de dois orbitais (regiões com maior probabilidade de se encontrar um elétron) atômicos incompletos no mesmo eixo. Pode ser encontrada, de forma geral, na seguintes ligações covalentes:
  • Simples (-): toda ligação simples representa uma ligação sigma.
  • Dupla (=): uma das duas ligações representa uma ligação sigma.
  • Tripla (≡): uma das três ligações representa uma ligação sigma.
Por se tratar de uma ligação covalente, ela não ocorre entre metais, ou seja, apenas entre o elemento hidrogênio e ametais. Ainda em relação aos elementos químicos que podem realizar uma ligação sigma, percebemos que ela ocorre apenas entre elementos que apresentam como subníveis mais energéticos o s (elemento hidrogênio) e o p (todos os ametais).

Tipos de ligações sigma:

Ligação sigma s-s :

A ligação sigma s-s ocorre em dois orbitais do tipo s que estão no mesmo eixo. Um exemplo é o da molécula H2, em que dois átomos de hidrogênio ligam-se por uma ligação simples (ligação sigma):
Fórmula estrutural do H2
Fórmula estrutural do H2


Na molécula de H2, ocorre a interpenetração dos orbitais s. Como os orbitais envolvidos são do tipo s, a ligação sigma é do tipo s-s.
Interpenetração dos orbitais s dos átomos de hidrogênio
Interpenetração dos orbitais s dos átomos de hidrogênio


Ligação sigma s-p :

A ligação sigma s-p ocorre quando um orbital do tipo s penetra um orbital do tipo p no mesmo eixo. Um exemplo é a molécula HCl. Veja:
Fórmula estrutural do HCl
Fórmula estrutural
do HCl


Na molécula de HCl, há a interpenetração do orbital s do hidrogênio com o orbital p do cloro no mesmo eixo. Como os orbitais envolvidos são do tipo s e p, a ligação sigma é s-p.
Interpenetração dos orbitais s e p de hidrogênio e cloro
Interpenetração dos orbitais s e p de hidrogênio e cloro

Ligação sigma p-p:

A ligação sigma p-p ocorre com dois orbitais do tipo p no mesmo eixo. Um exemplo é a molécula F2. Nela, dois átomos de flúor ligam-se por meio de uma ligação simples (ligação sigma):
Fórmula estrutural do F2
Fórmula estrutural do F2


Como o orbital incompleto do flúor é o p, ele é representado por uma dupla-hélice:
Na molécula de F2, ocorre a interpenetração dos orbitais p. Por essa razão, a ligação sigma é do tipo p-p.
Interpenetração dos orbitais p do flúor
Interpenetração dos orbitais p do flúor



fonte:http://universechemistry.blogspot.com.br

TEORIA DOS ORBITAIS - ATÔMICOS E MOLECULARES

ALÔ PESSOAL!
TUDO BEM?
Quando se fala em teoria dos orbitais, há sempre dúvidas surgindo, mesmo porque essas teorias necessitam de vários conhecimentos para entende-las, como são apresentadas.
Vamos tentar explicar, sem complicar!
Primeiro você precisa saber que quando os orbitais atômicos se unem, formam os orbitais moleculares.
 E o que são orbitais?
Lembra do princípio de Incerteza de Heisenberg?
Ele diz que não se pode determinar, com certeza onde um elétron está, pois não tem como identificar sua posição e sua velocidade ao mesmo tempo.( são muito rápidos!)
Logo, criou-se o conceito de regiões de probabilidade: são os orbitais!
Os orbitais estão nas camadas eletrônicas ( K,L,M,N,O,P,Q) e são regiões de probabilidade de se encontrar os elétrons.
Mas, atenção: cada orbital tem um número máximo de elétrons determinado.
assim:
Orbital S tem 2  elétrons
Orbital P tem 6 elétrons
Orbital D tem 10 elétrons
Orbital F tem 14 elétrons


E a forma desses orbitais?
Vamos lá:


ORBITAIS S :





ORBITAIS P:



CONJUNTO DOS ORBITAIS  P :



ORBITAIS D :

ORBITAIS F:





Agora que você já conhece os orbitais atômicos, vamos ver de que forma eles se ligam!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante