sábado, 28 de novembro de 2009

TEORIA DAS CORDAS

Olá pessoas que curtem quimica até no sábado!
TEORIA DAS CORDAS (eu bem que avisei, tem chemistry no meio!)
Olha a figura ao lado e leia o texto: é facil entender!E quando o Sheldon falar dos quarks, voce não vai se sentir um alien!

Níveis de Ampliação
1. Nível Macroscópico - Matéria
2. Nível Molecular
3. Nível Atômico - Prótons, nêutrons, e elétrons
4. Nível Subatômico - Elétron
5. Nível Subatômico - Quarks
6. Nível das Cordas.

Depois de dividir o átomo em prótons, nêutrons e elétrons, os cientistas ainda puderam dividir os prótons e nêutrons em quarks, dos quais existem seis categorias diferentes, das quais apenas três existem atualmente, e que, combinadas, formam todos os tipos de partículas do Universo até hoje previstos. Tal divisão pode repetir-se ad infinitum, pois, ao chegar na última partícula (aquela que, supostamente, seria a indivisível), como saber que ela não seria, também, divisível? (O próprio átomo e, depois, prótons e nêutrons eram indivisíveis até serem efetivamente divididos em partículas menores. O elétron, assim como outros léptons, contudo, até o nível de energia das experiências atuais, parece ser sem estrutura nos moldes do modelo padrão).
O que alguns físicos viram como uma possível solução para este problema foi a criação de uma teoria, ainda não conclusiva, que diz que as partículas primordiais são formadas por energia (não necessariamente um tipo específico de energia, como a elétrica ou nuclear que, vibrando em diferentes tons, formaria diferentes partículas). De acordo com a teoria todas aquelas partículas que considerávamos como elementares, como os quarks e os elétrons, são na realidade filamentos unidimensionais vibrantes, a que os físicos deram o nome de cordas. Ao vibrarem as cordas originam as partículas subatómicas juntamente com as suas propriedades. Para cada partícula subatómica do universo, existe um padrão de vibração particular das cordas.
A analogia da teoria consiste em comparar esta energia vibrante com as cordas. As de um violão, por exemplo, ao serem pressionadas em determinado ponto e feitas vibrar produzem diferentes sons, dependendo da posição onde são pressionadas pelo dedo. O mesmo ocorre com qualquer tipo de corda. Da mesma forma, as diferentes vibrações energéticas poderiam produzir diferentes partículas (da mesma forma que uma corda pode produzir diferentes sons sem que sejam necessárias diferentes cordas, uma para cada som).
Os novos princípios matemáticos utilizados nesta teoria permitem aos físicos afirmar que o nosso universo possui 11 dimensões: 3 espaciais (altura, largura e comprimento), 1 temporal (tempo) e 7 dimensões recurvadas (sendo a estas atribuídas outras propriedades como massa e carga elétrica, por exemplo), o que explicaria as características das forças fundamentais da natureza. ( será que um dia vão provar isso?)
( imagem e texto- Wikipédia)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

SHELDON!

(imagem-nerdfox)
PARA QUEM CURTE ESSE SERIADO COMO EU, AÍ VÃO ALGUMAS IMAGENS IMPAGAVEIS DO SUPER NERD SHELDON!
Ñão esqueci do teste da Fuvest! Vou postar depois, mas fiquem com essa pulga atrás da orelha: o que é a teoria das cordas que o mega físico Sheldon tanto fala?
E olha que o nivel é sub atômico, então tem KIMIK no meio!
BAZINGA!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

OBRIGADA AOS 60000 ACESSOS DO XQUIMICA!

SOLUBILIDADE - O INICIO

OLÁ PESSOAL!
Voces estão vendo uma molécula de água.Os átomos estão ligados por covalentes, mas esmo assim existe uma polarização: lado negativo com o oxigenio e lado positivo com os hidrogenios.
Agora voce vai pegar esse salzinho aí do lado e colocar na água: o sal é um composto ionico, com Na+ e Cl- .
Vejamos: o sódio vai para o lado do oxigenio e o cloro para o lado do hidrogenio, formando compostos solvatados, ou seja, íons cercados por moléculas de água.
Nesse momento ocorre a solubilidade!
E se voce caprichar e colocar muito sal?
Não vai ter água suficiente para fazer a "solvatação" e o sal vai para o fundo , formando um ppt chamado de corpo de fundo ou corpo de chão.
Mas todo sal se dissove? NANANINANÃO!
E essa era a proposta da questão da Fuvest: colocar sua capacidade de analise em jogo.
E além disso , as cores! pegadinha bem legal!
No proximo bloco vou colocar o teste 64 ( até parece filme!) e explicar cada parte dele!
Até!
XQUIMICA E VOCE : TEM QUE DAR CERTO!
( agradecimento ao Fábio Rendelucci professor de química e física, pelos desenhos! )



terça-feira, 24 de novembro de 2009

FUVEST 2010

ENTÃO AMIGOS! Resposta d oteste abaixo:
O Victor falou que é alternativa "A".
E ele está certo!!!!!!!!!
Vamos às opções dadas:
I- com o pH ácido as flores ficam azuis
II colocar nitrato de sódio não vai alterar o pH ( é um sal, sem H+)e as flores continuam iguais.
II- CaCO3 adicionado não induz à alteração do pH para mais acido, ao contrário, torna básico( flores rosadas)

O teste 64 falava sobre solubilidade de sais.
Que tal rever esse assunto?
Vai que a moda pega!
Combinados, então:
Na proxima postagem, sais e suas solubilidades!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

FUVEST 2010

Um botânico observou que uma mesma espécie de planta podia gerar flores azuis ou rosadas. Decidiu então estudar se a natureza do solo poderia influenciar a cor das flores. Para isso, fez alguns experimentos e anotou as seguintes observações:
I. Transplantada para um solo cujo pH era 5,6 , uma planta com flores rosadas passou a gerar flores azuis.
II. Ao adicionar um pouco de nitrato de sódio ao solo, em que estava a planta com flores azuis, a cor das flores permaneceu a mesma.
III. Ao adicionar calcário moído (CaCO3) ao solo, em que estava a planta com flores azuis, ela passou a gerar flores rosadas.
Considerando essas observações, o botânico pôde concluir que :
a) em um solo mais ácido do que aquele de pH 5,6 , as flores da planta seriam azuis.
b) a adição de solução diluída de NaCl ao solo, de pH 5,6 , faria a planta gerar flores rosadas.
c) a adição de solução diluída de NaHCO3 ao solo, em que está a planta com flores rosadas, faria com que ela gerasse flores azuis.
d) em um solo de pH 5,0 , a planta com flores azuis geraria flores rosadas.
e) a adição de solução diluída de A(NO3)3 ao solo, em que está uma planta com flores azuis, faria com que ela gerasse flores rosadas.
Olá, pessoal! Saindo, quentinho do forno da Fuvest, esse exercício de pH.
Tente acertar, mas não vale ver o gabarito!
Resposta e explicação amanhã!
Aliás, eu não falei que ia cair gripe suina, ilhas de calor, termoquimica?????? viram? caiu mesmo!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante