terça-feira, 1 de novembro de 2011

KMnO4 + água oxigenada (H2O2 )

ALÔ ANÔNIMO!!!!!!!
Aqui estão as respostas para o que voce perguntou:
O experimento em laboratório é feito da seguinte forma:
Reagentes e material necessário
Proveta de 25 ml.
Copo de precipitação.
Balão de erlenmeyer.
Água oxigenada a 30 volumes.
Permanganato de potássio sólido.
Procedimento experimental

Colocar cerca de 15 ml de água oxigenada a 30 volumes numa proveta.
Colocar um pouco de permanganato de potássio num copo de precipitação.
Deitar o permanganato de potássio para o interior do erlenmeyer.
Adicionar a água oxigenada.
Observar a formação da fumaça branco (não respire os vapores libertados).

Explicação

A libertação de fumaças brancas resulta da reação entre a água oxigenada a 30 volumes e o permanganato de potássio (sólido púrpura).
Desta reação resulta a libertação de oxigênio e vapor de água que formam um fumo branco, isto é, uma mistura coloidal líquido/gás.

Observa-se a seguinte reação química:

5H2O2(aq) + 2KMnO4(s) ---> 2Mn2+(aq) + 2K+(aq) + 6OH-(aq) + 5O2(g) + 2H2O(aq)

ATENÇÃO:
A água oxigenada a 30 volumes é corrosiva e o permanganato de potássio é um oxidante poderoso, pelo que esta reação não é adequada para utilização lúdicas (espectáculos, concertos, etc.).
Por isso no video que voce viu estavam usando 20 volumes.

XQUÍMICA PODE DEMORAR, MAS RESPONDE!( ver video de 4/dez/2008)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A ÁGUA NA CHINA

ALÔ PESSOAL!
Essa figura ao lado é o porto de Tianjin, cidade considerada modelo em matéria de conservação da água: 90% da água utilizada na indústria é reciclada, 60% dos sistemas de irrigação agrícola usam tecnologias que economizam água, 236 km de tubos para a reciclagem da água correm por baixo da cidade. Os apartamentos em uma área de 25.900 km2 da cidade tem duas torneiras:uma para água potável e outra para a água reciclada destinada a outros fins.
Em Beijiang se ergue uma maravilha tecnológica: um gerador a temperaturas ultraelevadas, movido a carvão, dotado de moderníssimos controles de poluição, acompanhado por um avançado equipamento israelense que utiliza calor residual para destilar água do mar, transformando em água potável.
Só há um problema nessa usina de 26 milhões de yuans: a produção da água dessalinizada custa o dobro do preço pela qual é vendida.Não obstante a isso, o proprietário do complexo se prepara para quadruplicar a capacidade da usina, tornado-a a maior produtora de água dessalinizada do mundo.
Em alguns países isso seria considerado uma loucura. Na China porém, é estratégia.
Como já aconteceu com os painéis solares e as turbinas eólicas, o país decidiu se tornar uma força na produção de água para o mundo.
O projeto é de médio prazo, ao se analisar a escassez de água potável em regiões ao norte da China, mas sua amplitude é mundial e tal como os eletrônicos de hoje, a água consumida pelo mundo poderá vir em garrafas " Made in China".
( fonte: Estado de São Paulo- 30/10/2011)
foto: tianjinmarinemarket.blogspot.com

domingo, 30 de outubro de 2011

BENZENO NO REFRIGERANTE?

ALÔ PESSOAL!!
Saiu, ontem dia 29/10, no "Estado de São Paulo" uma alerta sobre a redução de benzeno nos refrigerantes.
Segundo a matéria, as fabricantes Ambev, Coca-Cola e Schincariol assinaram um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público Federal para reduzir o teor de benzeno- substancia considerada cancerígena- em rifrigerantes cítricos. O inquérito foi aberto em 2009, após análise da Proteste Associação de Consumidores constatar que os refrigerantes Fanta Laranja, Fanta Laranja light, Sukita, Sukita Zero, Sprite Zero, Dolly Guaraná e Dolly Guaraná diet tinham traços de benzeno.
Mas voce já pensou qual a composição do refrigerante que voce toma?

Composição do refrigerante
Os ingredientes que compõem a formulação do refrigerante têm finalidades específicas e devem se enquadrar nos padrões estabelecidos.
São eles:
Água: Constitui cerca de 88%m/m do produto final. Ela precisa preencher certos requisitos
para ser empregada na manufatura de refrigerante (Palha,
2005):
- Baixa alcalinidade: Carbonatos e bicarbonatos interagem com ácidos orgânicos, como ascórbico e cítrico, presentes na formulação, alterando o sabor do refrigerante, pois reduzem sua acidez e provocam perda de aroma;
Sulfatos e cloretos: Auxiliam na definição do sabor, porém o excesso é prejudicial, pois o gosto ficará demasiado acentuado;
Cloro e fenóis: O cloro dá um sabor característico de remédio e provoca reações de oxidação e despigmentação, alterando a cor original do refrigerante. Os fenóis transferem seu sabor típico, principalmente quando combinado com o cloro (clorofenóis);
Metais: Ferro, cobre e manganês aceleram reações de oxidação, degradando o refrigerante;
- Padrões microbiológicos:
É necessário um plano de higienização e controle criterioso na unidade industrial, que garantam à água todas as características desejadas: límpida, inodora e livre de microorganismos.
Açúcar: É o segundo ingrediente em quantidade (cerca de 11% m/m).
Ele confere o sabor adocicado, "encorpa" o produto, juntamente com o acidulante, fixa e realça o paladar e fornece energia. A sacarose (dissacarídeo de fórmula C12H22O11 - glicose +frutose) é o açúcar comumente usado (açúcar cristal).
Concentrados: Conferem o sabor característico à bebida. São compostos por extratos, óleos essenciais edestilados de frutas e vegetais (Palha,2005). Sabor é a experiência mista de sensações olfativas, gustativas e táteis percebidas durante a degustação (Goretti, 2005).
Acidulante: Regula a doçura do açúcar, realça o paladar e baixa o pH da bebida, inibindo a proliferação de microorganismos. Todos os refrigerantes possuem pH ácido (2,7 a 3,5
de acordo com a bebida). Na escolhado acidulante o fator mais importante é a capacidade de realçar o sabor em questão (Palha, 2005).
O ácido cítrico (INS1 330) é obtido a partir do microorganismo Aspergillus niger, que transforma diretamente a glicose em ácido cítrico. Os refrigerantes de limão já o contêm na sua composição normal.
O ácido fosfórico (INS 338) apresenta a maior acidez dentre todos aqueles utilizados em bebidas. É utilizado principalmente nos refrigerantes do tipo cola.
O ácido tartárico (INS 334) é usado nos refrigerantes de sabor uva por ser um dos seus componentes naturais.
Antioxidante: Previne a influência negativa do oxigênio na bebida. Aldeídos, ésteres e outros componentes do sabor são susceptíveis a oxidações pelo oxigênio do ar durante a estocagem. Luz
solar e calor aceleram as oxidações.
Por isso, os refrigerantes nunca devem ser expostos ao sol. Os ácidos ascórbico e isoascórbico(INS300) são muito usados para essa finalidade. Quando o primeiro é utilizado não é com o objetivo de conferir vitamina C ao refrigerante, e sim servir unicamente como antioxidante.
Conservante: Os refrigerantes estão sujeitos à deterioração causada por leveduras, mofos e bactérias (microorganismos acidófilos ou ácido-tolerantes), provocando turvações e alterações no sabor e odor.
O conservante visa inibir o desenvolvimento desses microorganismos (Palha, 2005).
O ácido benzoico (INS 211) atua praticamente contra todas as espéciesde microorganismos. Sua ação máxima é em pH = 3. É barato e bem tolerado pelo organismo. Como esse ácido é pouco solúvel em água, é utilizado na forma de benzoato de sódio. O teor máximo permitido no Brasil é de 500 mg/100mL de refrigerante (expresso em ácido benzoico).
O ácido sórbico (INS 202) ocorre no fruto da Tramazeira (Sorbus aucuparia). É usado como sorbato de potássio e atua mais especificamente sobre bolores e leveduras. Sua ação máxima é em pH = 6. O teor máximo permitido é 30 mg/100mL (expresso em ácido sórbico livre).
Edulcorante: É uma substância que confere sabor doce às bebidas em lugar da sacarose. As
bebidas de baixa caloria (diet) seguem os padrões de identidade e qualidade das bebidas correspondentes, com exceção do teor calórico.
Dióxido de carbono: A carbonatação dá "vida" ao produto, realça o paladar e a aparência da bebida. Sua ação refrescante está associada à solubilidade dos gases em líquidos, que
diminui com o aumento da temperatura.
Como o refrigerante é tomado gelado, sua temperatura aumenta do trajeto que vai da boca ao estômago.
O aumento da temperatura e o meio ácido estomacal favorecem a eliminação do CO2, e a sensação de frescor resulta da expansão desse gás, que é um processo endotérmico Palha, 2005).
carbono.
fonte:http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc31_3/10-PEQ-0608.pdf
PRESTE ATENÇÃO NOS RÓTULOS DOS REFRIGERANTES....

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante