quinta-feira, 28 de março de 2013

ANABOLIZANTES E O QUE ELES FAZEM POR VOCÊ!

OLÁ PESSOAL!!!!!!!!!
A pegada do verão passou, mas tem muita gente pipocando nas academias em busca do corpo sarado, perfeito, e melhor, em pouco tempo. Aí recorrem aos anabolizantes.
O texto abaixo foi extraído do "Mundo Estranho" da Abril Cultural, por Dante Grecco:


O QUE FAZ UM ANABOLIZANTE?

A principal ação é o aumento de água no interior das células musculares. O inchaço, associado à malhação, faz com que os músculos cresçam mais rápido. Mas essa é apenas uma das mudanças provocadas pelas "bombas". Mais corretamente chamadas de esteróides anabolizantes, elas são drogas artificiais, cujo ingrediente-chave é uma imitação da testosterona, o principal hormônio masculino. Existem mais de 20 tipos de anabolizantes, para uso oral ou injetável. Depois de entrar no organismo os esteróides invadem certas células - como as musculares e as do fígado - e provocam alterações bioquímicas. Nos músculos, além de reter líquidos, os anabolizantes aceleram a atividade metabólica (veja no infográfico ao lado). "As drogas incrementam o anabolismo, que é a fase pós-exercício, em que o corpo repõe a energia e reconstrói as células degeneradas", diz o médico Bernardino Santi, coordenador estadual de doping da Confederação Brasileira de Futebol. Se o sujeito pegar pesado na academia, pode ganhar até oito vezes mais massa muscular do que um malhador normal. A "mágica" custa caro para o organismo. Os efeitos colaterais são devastadores e podem levar à morte. Mas os anabolizantes também podem ter efeitos positivos. Sob controle médico, são indicados para quem sofre de doenças degenerativas, na reposição hormonal e até para astronautas após longas estadias no espaço.

Efeito bombástico
  Drogas invadem células e provocam uma explosão nos músculos
1. Os anabolizantes podem ser administrados por via oral ou por injeções. Uma vez na corrente sanguínea, as moléculas da droga circulam em todo organismo. Na viagem, penetram nas células que formam os diversos órgãos, como fígado e coração, e nos músculos
2. Essas moléculas provocam alterações no citoplasma (o interior das células). Por meio da osmose, por exemplo, a água que está ao redor das células penetra em seu interior. Com isso, elas incham
3. Devido à dose extra de hormônio, o metabolismo celular aumenta - é como se a célula estivesse com todas as funções aceleradas. A "pilha", o inchaço e os exercícios intensos provocam hipertrofia muscular. Ou seja, os músculos crescem e aparecem
4. Por ser elástica, a célula aumenta de volume muitas vezes. Durante algum tempo os músculos, que também são elásticos, aceitam essa tensão. Assim, o bombado ganha massa rapidamente
5. Como os tendões são estruturas fixas e rígidas, não suportam o súbito aumento da massa muscular. Eles podem se romper ou, pior, se desprender dos ossos. O excesso de hormônio impede ainda o organismo de absorver cálcio, fragilizando os ossos
Tsunami interno
  Usados sem orientação médica, os esteróides provocam efeitos colaterais devastadores
IMPOTÊNCIA
Por causa do excesso de testosterona, os testículos param de produzir hormônios e atrofiam. A libido diminui e o homem fica impotente e estéril
CÂNCER NO FÍGADO
O órgão funciona como uma usina, processando tudo o que entra no organismo. O uso exagerado da droga causa uma pane geral, e o fígado não dá mais conta do trabalho. Em casos mais graves, a sobrecarga causa nódulos nas células, que provocam câncer
COLESTEROL
Com a sobrecarga, o fígado produz mais colesterol ruim (o LDL) do que o bom (HDL). A gordura se acumula nas paredes das artérias do coração e do cérebro. Os canos entupidos podem causar derrame e acidente vascular
DESEQUILÍBRIO HORMONAL
O corpo fica desajustado por causa do excesso de testosterona. A acne aparece e os cabelos caem de modo irreversível. As mulheres ficam masculinizadas e ganham pêlos pelo corpo. Nos homens, as mamas podem crescer
DEPRESSÃO
Além da dependência psicológica, as "bombas" podem provocar depressão, irritabilidade, ilusões, confusão mental e dificuldades de memória
PROBLEMAS CARDÍACOS
O coração aumenta de tamanho e pode ocorrer um ataque cardíaco por causa de artérias entupidas. A retenção de líquidos provoca pressão alta.

Agora a forma de produção da testosterona no organismo:
 
 fonte:www.scielo.br
E a fórmula química da testosterona:
 Agora pense:
É assim que voce quer ficar????

fonte:www.espacohomem.org 

segunda-feira, 25 de março de 2013

RELAXANTES CAPILARES= CABELO LISO?

OI PESSOAL!!!!! 
Tudo bem?
Mais uma vez vamos de Cosmetologia, saber o que se passa no cabelo quando este é submetido a tecnicas como relaxamento/alisamento.

ESCOVA PROGRESSIVA COM GUANIDINA-www.mundodastribos.com


Veja abaixo:
Relaxantes são  métodos de alisamento escolhidos por muitas mulheres com cabelos encaracolados, muito enrolados ou crespos. Estes tratamentos químicos funcionam introduzindo-se no córtex, ou camada interna, do fio do cabelo e transformando a sua estrutura, resultando no alisamento dos fios. Ao escolher um relaxante, considere fatores como a quantidade de tempo que leva para alisar o cabelo, bem como a composição química do relaxante. Os dois tipos básicos de relaxantes são os produtos à base de Hidróxido de Sódio e os à base de Guanidina.

Identificação

HIDRÓXIDO DE GUANIDINA
A principal diferença entre os produtos à base de Hidróxido de Sódio e os à base de Guanidina resumem-se a seus ingredientes ativos. Os alisantes a base de Hidróxido de sódio são os mais fortes. Os alisantes a base de hidróxido de guanidina possuem uma poderosa combinação de hidróxido de sódio e solução de guanidina, que ativa a mistura. Muitos relaxantes a base de Sódio e Guanidina também contêm condicionado ingredientes como azeite de oliva e manteiga de karité que ajudam a suavizar o cabelo.
A guanidina é um elemento obtido a partir da oxidacao da guanina. Posso dizer que o hidróxido de guanidina é então um sub-produto derivado da guanidina para ser usado em cabelos.

O hidróxido de guanidina é formado basicamente pela união de dois outros elementos: o Carbonato de Guanidina e o Hidróxido de Calcio. Esses dois elementos juntos é que formam o que chamamos de Guanidina. Lembrando que o carbonato de calcio é o denominado liquido ativador, que normalmente vem na cor amarela mas podendo tambem ser mais esbranquiçado.

Significância

Ambos os relaxantes usam produtos químicos cáusticos para alisar o cabelo, mas os a base de Guanidina são menos susceptíveis a irritar o couro cabeludo, segundo o MedicineNet.com. Mesmo assim, independentemente de qual tipo de relaxante você escolher, fatores como a sensibilidade de couro cabeludo e a força dos produtos químicos ainda pode causar queimaduras químicas, quebra do cabelo e queda. "Qualquer relaxante pode queimar seu couro cabeludo, se você usá-lo da maneira errada," o FDA adverte.

Vantagens

Relaxantes a base de Hidróxido de sódio( NaOH )  tendem a ser a opção mais conveniente e prática de alisamento entre os dois. Eles não têm que ser misturados e são embalados em recipientes maiores, permitindo várias aplicações. Um cabeleireiro profissional pode rapidamente e facilmente aplicar estes alisadores químicos, eliminando quaisquer conjecturas. Devido à formulação forte dos relaxantes de Hidróxido de sódio, que têm um fator de pH variando de 10 a 14, estes tratamentos químicos trabalham mais rapidamente para quebrar as ligações do cabelo e alisa-lo. Especificamente, relaxantes a base de hidróxido de sódio são pensados para serem mais eficazes ao alisar o cabelo como um todo. Os relaxantes a base de guanidina, por outro lado, são a escolha mais econômica e acessível

Desvantagens

Relaxantes a base de Hidróxido de sódio são frequentemente mais irritante e prejudiciais para o cabelo e o couro cabeludo. Porque estes produtos são normalmente disponíveis para uso somente por cosmetologistas licenciados. Relaxantes a base de Guanidina vêm embalados com instruções, mas deixam muita margem para erro quando aplicados em casa. Devido a sua formulação mais suave, estes alisantes químicos devem ficar no cabelo mais tempo para o processamento, o que pode resultar em cabelos secos, muitas vezes devido a depósitos minerais deixados no cabelo. Esses relaxantes, a maioria dos quais têm que ser misturados, não têm uma vida útil longa, uma vez preparados; para melhores resultados, você deve usá-los logo após a mistura.

Considerações

Se usar alisantes tanto a base de Hidróxido quanto os de Guanidina, tome cuidado protegendo seu cabelo e o couro cabeludo. Aplique um creme semelhante à vaselina no couro cabeludo antes de usá-los. Algumas mulheres que usam kits em casa, assim como estilistas profissionais, preferem usar este creme como uma camada protetora, independentemente do tipo de relaxante a ser usado. Nenhum tipo de relaxante deve ser aplicado ao cabelo danificado ou ao couro cabeludo irritado, uma vez que isto pode levar a outras feridas e queimaduras químicas. Uma vez que estes tratamentos químicos podem deixar o cabelo mais seco e frágil, faça um tratamento periódico com cremes de tratamento e condicionadores.
 Importante:guanidina não é compatível com o tioglicolato de amonia nem com o Henê.Ou seja, se fez o relaxamento com uma substancia não pode misturar com outra depois...

Tioglicolato de amônia:

O Tioglicolato de Amonia é um derivado de duas substancias, a saber, o hidroxido de amonia e o acido tioglicolico. A mistura desses dois componentes quimicos formam o que conhecemos como Tioglicolato de Amonia ou como costumam chamar os cabelereiros "Amonia" somente.
Então, voces viram que até para relaxar/alisar os cabelos é preciso conhecer química!
links:
http://www.cabelosesonhos.com/
 http://www.ehow.com.br/

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Fazendo a vida ser interessante